Sábado, 3 de Janeiro de 2009

Será loucura?...

Será loucura, este ostentar,

este querer embarcar,

e não mais aportar.

Quererei tanto ser, tanto sentir,

que de uma flor, faço jardins,

e de rios oceanos.

Não importa, a bandeira do navio,

nem o traje que o ornamenta,

nem o selo que leva,

o que embarcar, será de um estar,

de um dar, de um amar.

Não importa a almofada que me deite,

a dureza do pão, nem mesmo,

o azedo do senão,

eu serei uma vela que não derrete,

que não se apaga,

que não deixará de ser calor,

nem jamais, luz de amor.

Oh penetrantes espinhos, para mim,

sois moleza, pena franqueza,

que podeis vós tomar,

nem a vida, nem o amar,

então que razão de perdição,

será esta ilusão,

quando a natureza é paixão,

infinita duração.

Que a silva fique algodoeiro,

e o salgado, doce,

e se desfaça os laços da dor,

e se embainhe, para sempre,

a espada do amor. 

Flipe

 

publicado por flipe às 22:43
link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 42 seguidores

.Abril 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
24
25
26
27
28
29
30

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Será loucura?...

. Muito Obrigado. Um Bom Na...

. Sinto-me preso...

. Desculpa.. Tejo...

. Desejo.

. O frio trespassa-me...

. Paz.

. A viagem....

. Faz parar o mundo, silenc...

. felicidade...onde está?.....