Domingo, 24 de Agosto de 2008

Sinto frio...

Sinto frio…

a noite foi confusão,

o deitar, interrogação,

o acordar…

um querer chorar,

não por tristeza,

mas por não poder-te amar.

Se num só deslizar,

me fizesses tocar,

eu romperia,

numa incessante choraria.

Os olhos, vermelhos,

de um ofegar,

que quer explodir,

mas não tem,

a quem dar.

Levanto-me, sim, sempre,

confio, acredito, sim, sempre,

mas até o horizonte, que se faz aproximar,

envolve-me num indeciso rumar.

Sem algibeira a dar, o nada ganhar,

sem força de ser,

um sítio, que já vi sofrer,

faz-me questionar, e recear.

Mas eu peço-te,

se escutas, se és tu,

vem, eu preciso da tua mão,

do teu ombro, da tua paixão;

eu que sou liberdade,

inteira verdade,

mas também prisioneiro,

de um amor verdadeiro.

 

Filipe

 

publicado por flipe às 13:38
link do post | comentar | ver comentários (7) | favorito

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 44 seguidores

relojes web gratis

.Agosto 2018

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
12
13
14
15
16
17
18
19
20
22
23
24
25
26
27
29
30
31

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Sinto frio...

. E daqui a nada, o começo ...

Hug
Photobucket