Terça-feira, 18 de Agosto de 2009

Apenas eu.......

Por mais que me negue, e me refugie, sinto uma necessidade extrema, de tocar, de sentir, de amar. Apetece-me tanto abraçar alguém, tanto ouvir, tanto dar. Olho nos olhos de um alguém, e apetece-me despojar-me, acreditando que és tu. Mas nada sei. Será solidão de quem quase nunca foi compreendido, será carência, de quem não se lembra do que é abraçar, será fraqueza por ter demasiado amor, não sei.. apenas aqui estou, anestesiado por um dia difícil, em que de um muito, sobra agora, um vazio, uma lágrima que quer cair, um sorriso escondido, de quem tudo deu. Passei perto da praia, mas porquê lá ir, quando apenas mais um momento só, sentiria. Sinto tanto, até a folha que cai, ao cair sinto-a. Prolongo o tempo, encurto o momento, sinto assim, o olhar, o céu, as estrelas, tal tudo fosse especial, tal aqui não pertencesse; tal quisesse fugir, mas não sabendo para onde. Como queria tanto tudo largar e partir para ti, contigo, para onde tu estivesses, e fosses. Aí seria, e o rebuscar da noite, seria o embalo dos nossos sonhos, das nossas promessas, do nosso amor. Como te amo, não sabendo quem és, como te procuro não te procurando, como oscilo por tanto e por nada, na noite e na enseada. Razão não há, apenas um querer infindo, de um sentimento infinito, de quem existe por ti, e para ti – para o amor, para amar. Que dizer mais? apenas desculpa a quem lê, apenas perdão a quem relê, apenas obrigado a quem sente, apenas… porque apenas sou eu… quem? eu… apenas um menino que traz um sonho, viver amando, sempre.

publicado por flipe às 21:51
link do post | comentar | ver comentários (8) | favorito

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 42 seguidores

.Abril 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
24
25
26
27
28
29
30

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Apenas eu.......

. A manhã acorda..

. E estou...

. Noite fria...

. Abro um envelope...

. Ontem, e hoje...

. Como seria...

. Não me deixes assim...

. Chama-me... e eu vou.

. Frio...