Sábado, 9 de Fevereiro de 2008

palavras, letras..... insuficiência para sentir....

Palavras, letras...

insuficiência para sentir, para expressar,

o verdadeiro amar

de letras, palavras,

de palvras, lindos textos...

de embalar, de sonhar,

de um puro e simples estar...

palavras que li, que ouvi,

que não senti,

que sem ti, perdi..

num lindo dia,

de luz brilhante, de sol constante,

o teu sorriso, o teu olhar semblante...

Desci, olhei, e lá estavas,

pétalas doiradas, botões esverdeados,

um sorriso desabrochante,

numa brancura estonteante.

Teu toque, um arrepio,

um frio que escalda,

um quente que não aquece... que perece

Sinto! sinto o perfume das tuas pétalas,

o suave aroma que delas irradiava,

oh traços, traçados,

de momentos marcadas,

cravados..

Espinhos de sonhos,

de lugares profundos,

inacessíveis, imperdíveis...

Clamo em clamor,

em amor,

clamo em clamar, em esperar,

em ti amar,

em ti estar...

Numa concha,

duas partes que se fecham,

que se encaixam, que se completam,

que se unem na mais pura e brillante pérola,

o AMOR........

Filipe

 

publicado por flipe às 10:43
link do post | comentar | favorito
7 comentários:
De Margarida a 9 de Fevereiro de 2008 às 21:45
Escreve sempre dos teus sentires...
Escrever faz bem à alma...sei por experência própria.
bj
De _Mariana_ a 9 de Fevereiro de 2008 às 22:30
Parece que escrevemos para aliviar um pouco akilo que temos dentro de nos..nao sei bem...
Escrever faz bem...
Bjs
De Caty a 13 de Fevereiro de 2008 às 13:15
Olá!!!
Vim retribuir a visita que fizeste ao meu blog...
Dos post que já li, adorei a forma como escreves. Parabéns!!!...

Beijinhos

Caty
De Mαriиα ツ a 15 de Fevereiro de 2008 às 00:54
Mt obrigado pel visita ao meu blog e pelo seu comentario,, desd ja digo q gostei mt d seu poema escrito em cima...

ps: pod ir visitar o meu blog sempre q quiser =)

bjinhs
De _Mariana_ a 16 de Fevereiro de 2008 às 17:39
Tenho passado por cá...não tenho visto novos posts..pergunto-me se deixas-te de escrever...se sim, fico triste por nao poder ler mais as tuas palavras.

Bjinhos ***
De poemia a 22 de Junho de 2008 às 23:52
Simplesmente Lindo... profundo... sentido...
Nota s que tens uma alma vivida, uma mente fluída... quem escreve assim é mesmo... aqui sinto um bloqueio, n surge nada... de facto mereces encontrar a tal pessoa, tens a poesia da vida, o romantismo... n t entregues a um sofrimento... usa a poesia para t libertar como fazes... e mais uma vez obrigada plas tuas palavras e dscp por n dizer mais, mas tu dizes td... há gritos q dás e que eu acabo por tomar como meus, numa libertação plena de um sofrimento inexplicável e numa conquista perfeita d novas forças e sorrisos para perder os medos, que alguns fantasmas teimam em não matar... dscp... tá td a surgir assim... sem nexo, sem sentido... numa tentativa desenfreada de te dizer... ainda bem que tropeçaste no meu blog e compreendes o grito da minha alma... obrigada
De flipe a 23 de Junho de 2008 às 11:01
Olá... realmente é cedo para igualmente conseguir lidar com tantis elogios... se eu fiz alguns ti, tu levaste-os ao extremo... mas agradeço profundamente por tudo o k m disseste... como é bom recolhar tão belas palavras... e sabes o que noto nelas... verdade, sinceridade... qd assim escrevmos perdemos o nexo, mas estas saem realmente do nosso eu, d nosso interior... q dizer mais--- realmente acredito que tenha uma alma vivida, não um ser exterior vivido, entendes? não me revejo em tantas coisas socialmente usuais, as noitadas, as bebbidas, os execos... n, nada disto... o k sou, e o procuro desenvolver é realemnte akilo k nunca morrerá... o nosso eu, interior... n k despresa a nossa "carcaça", pelo contrário, estimo-o, ás vezes em demasia, pelos cuidados, pela minha formação... mas tudo isto desgasta-se, consome-se... diz-se muitas vezes aproveita a vida, vive... mas o k é isto d viver..? são execssos, são puras paixões semi-carnais... ou é verdadeiramente um procura de verdade, de luz, de felicidade, d paz... penso k é isto tudo... n sei s reparaste, mas apenas tenho 25aninhos, velho, novo, n interessa, o k somos n s mede pela carcaça, mas pelo nosso interior... e n, jamais m entregarei a um sofrimento... sabes? já o fiz, já quiz sofrer, pk n podia amar kem kria... mas tudo n foi mais k uma aprendizagem, e tanto k cm isto veio... mas a pessoa, akela pessoa, k eu espero, n k eu procure, mas (eu n dvia dizer isto...) k preciso... para k haja realmente compreensão, amizade, amor, mas amor no sentido d confiança, d total união--- n akela coisa k já tão bem falaste...
E por nada peças dspa, kem m dera, e embora n t conhecendo, arrisco dizer, encontrar alg como tu, k grita cm eu, k define amor cm eu... dspa s estou a dizer algo k t magoa... mas e embora nada sabendo d ti... já sei tanto... provavelmente esse teu sentir, amar, k poucos ou nenhuns conhecerão...
Obrigada tb eu, por teres ligado aos meus comentários... no fundo, foram desabafos, num dia, de domingo, em casa estudando, ouvindo demais o silêncio... pensando d mais... e qd ressaltei nas tuas palavras, foi como alg junte m dissesse sim, eu entendo... sim, eu compreendo-te.. n estás sozinho...
dspa s m prolongo neste comentário, s faço dele, demais k devia fazer... bg, obgigado do fundo d meu coração... digo isto, n para ficar bem, n p ficar bonito, mas pk é o k m apetece dizer... obg, mm obg..
e dspa caso alguma das minhas palavras n entendas... simplesmente deixei-me ir até onde estas m levaram... foi assim k fui até a ti
beijinho grande e bg
Filipe

Comentar post

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 44 seguidores

relojes web gratis

.Maio 2019

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
24
25
26
27
28
29
30
31

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Talvez...

. Dói.

. Simplesmente não consigo

. Sopro o agora

. Morrer

. Poderia partir

. Não consigo

. Cerca-me um medo

. Seguro-me

. Por entre linhas

Hug
Photobucket