Terça-feira, 28 de Outubro de 2008

Um dia...

 

Um dia,

toquei numa flor,

foi aí,

que senti,

o profundo amor.

Fui tudo,

de um só querer,

ali ser,

ali poder,

crescer.

A flor,

destilou veneno,

arremessou-me,

afundou-me,

fiquei, toquei,

no mais fundo dos poços,

até aí sentido,

até aí vivido.

Neste trepei,

muitas foram as cordas,

que pelas quais,

me erguei.

Quando voltei a olhar,

a ver o dia,

brotar,

nada era igual,

a fonte amor tinha brotado,

eu,

mudado,

o conhecido,

era agora,

algo,

não querido.

Neste eclodir,

ressurgimento,

escrevi,

conhecimento,

tatuei liberdade,

em tudo verdade,

em tudo,

sinceridade.

Mudei,

e no entanto,

simplesmente acordei;

sei que não amei,

o quanto esperei,

mas sei,

que sempre fui,

e assim serei,

uma única cor,

puro Amor.

Assim, espero por pintar,

por ser pintor,

desta cor,

deste amar;

e num só colorir,

de um só vir,

farei sorrir,

ressurgir,

o dia que não aconteceu,

a flor,

que não apareceu.

 

Flipe

publicado por flipe às 18:21
link do post | comentar | favorito
7 comentários:
De A a 28 de Outubro de 2008 às 20:32
Muito bonito :)
De flipe a 30 de Outubro de 2008 às 21:25
obrigado A. A de amor, de amar... uma letra mágica, de começos mágicos, perfeitos.... q esta letra, seja analogia em ti, e d tds as palavras q d bem existem... Beijinhos e obrigado...
De Anónimo a 29 de Outubro de 2008 às 22:38
... hoje as palavras não querem nada comigo... por isso quero apenas dizer-te que tal como todos os outros estes poema está simplesmente lindo, espelha o que sentes, o que desejas, o que sonhas, uma flor delicada...na caixinha quero apenas encontrar amor e paz... deixo-te um grande beijinhos e um xi-coração do tamanho do mundo...
De flipe a 30 de Outubro de 2008 às 21:35
À dias... em q as palavras, n são palavras são pensamentos imagens, paragens no tempo, gestos, olhares... uma continudade de sensações, em que parece q tudo ofoga, tudo está preso... qd é assim, ás vezes basta começarmos a escrever, a dizer algo, mm q esse algo n keira escorrer, para dps td vir... Por putro lado existem dias... em q simplesmente n dá-- Tão bom akilo k kres na tua caixinha, assim eu o desejo, paz e amor, e mta luz... p ti.... Uma flor... haverá melhor analogis p nós... q ser uma flor...de caule oscilante, de um krer servir p amar, de pétalas sensiveis, de dias por vezes fechados.... silenciosos... de vazios carências... Somos este flor, tu és esta flor, q eu toco, q eu sinto, q eu deslizo suavemente em cada pétala, e sei sentindo, toda a aroma, q emana, e q simplesmente é doce, é suave, é imerso nesse néctar do amor... brigado e beijinhos... e um abraço, assim mt, mt apertadinho... fecha os olhos e sente o..........
De Anónimo a 30 de Outubro de 2008 às 23:38
Fechei os olhos e senti esse teu abraço aconchegante... fechei os olhos e senti o aroma das tuas palavras recheadas de um puro amor raro... deixo envolver-me nelas e fechando os olhos, sinto que esta essencia me transporta para um mundo de sonhos de fantasias, de paz, amor e luz... talvez seja para o interior dessa caixinha... e como me sinto feliz lá... neste pequeno mundo onde o Amor é a fonte de vida... onde os campos verdes se enchem de flores apaixonadas pelo vento que faz com que elas ondulem, soprando suavemente como se lhes estivesse a segredar a palavra Amo-te... onde as aves cantam alegremente e sobrevoam o céu celeste... e onde eu encontro outro eu... e tu encontras outro tu... e onde todos os corações encontram espelhos de si mesmos... obrigado por me fazeres sonhar e por me fazeres acreditar...obrigado... beijinhos embrulhados em sonhos reais... e um abraço bem apertadinho e aconchegante....
De flipe a 1 de Novembro de 2008 às 21:53
Como sonho encontrar esse lugar, onde n seja tantas coisas dakilo k vejo, dakilo k sinto... q seja realmente imerso d um amor puro, desconectado de qq interesse, e paz... tranquilidade... Um dia acredito k vou construir esse lugar, talvez só numa pekenina casinha, cm um alg, talvez até possa criar um deste lugares onde possa albergar mta gente... o q eu kero, o k eu desejo, q tds s amem, q tds vejam a luz, a verdade d aki sermos , d aki caminharmos, d aki estarmos p aprender, p viver, p amar.... Vejo tristeza, vejo tanta gente perdida, vejo escuridão, n kero isto, k ero sentir em meu redor tantas vezes isto , kero ajudar, kero k olhem, k s libertem, k acordem sorrindo, e mm q s deitam sozinhos, saibam, k é assim pk tem dser, mas tão breve, tão breve qt o PAi desejar, assim n estaremos sozinhos... E qts são ekeles k nos acompanham, k nos defendem, k nos aconcelham, k estão a guiar nos, podemos n nos vê los, mas se pararmos um pouco ouvimo los, e sentimos a sua presença, a sua força... eu seu, eu sinto... basta krermos. basta libertarmo nos... e quão dificil é tantas vezes libertarmo nos.... de tantas coisas q ás vezes nda ou pouco interessam, são meros instrumentos, d um tempo passageiro, em q os utilizamos, p evoluir... p nos purificarmo nos... Obrigado pelas tuas palavras, k n são palavras, mas carinhos feitos palavras, cheios d amor... eu sinto k sim, q qd escreves escreves, amando, dando m amor... obrigado por tudo... nda sei d ti... mas sei tanto...!!! obrigado e um beijinho enorme, e um abraço mtttttttttttt apertadinho, cm mta, mta ternura...
De miúda a 30 de Outubro de 2008 às 20:11
que mtas novas flores te passem na vida, é sinal que estás vivo e que lutas a cada dia para alcançar a plenitude. é bom lutar e fazer pequenas conquistas que se travam na alma e no pensamento. sabe bem quando ergues os olhos e vês o céu azul resplanecente raiado pelo sol sobre ti. no final, quando o suposto barqueiro te levar contar lhe ás a tua história e verás que viveste o que tinhas de viver da melhor forma que pudeste. tentas te tudo para ser feliz, levantaste-te sempre que cais-te, sorris-te sempre depois de chorar... é a harmonia das coisas boas e más que contam e nos preenchem. tal como a flor que falas ela "sufoca-te" mas também te abre horizontes e novas formas de ver a vida. olho para as imagem que aqui vao passando e páro automaticante naquela de um abraço envolvidos pela neve, enkuanto um guarda chuva vermelho cai.. a fragilidade perceptivel em cada gesto dela contrasta com a segurança e altivez dele... uma flor agarrada á sua terra que a suporta e alimenta...
um bjinho***

Comentar post

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 42 seguidores

.Abril 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
24
25
26
27
28
29
30

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. O Fim.. e o renascer.

. Docemente...

. simplesmente caio.

. Os dias escorrem..

. Brisa

. Inspiração

. Só.

. Acordo, e abraço-me.

. Aqui estou...

. onde estás.....? quem és....