Quarta-feira, 15 de Outubro de 2008

Um dia sem senão...

Um dia sem senão,

somente uma questão,

uma insegurança,

uma solidão.

Onde estava, não era,

o que fazia, não decorria,

o presente, era ausente,

a voz, um silêncio interior,

um sossego sem dor.

Por mim passaram,

por mim olharam,

e numa pobreza doentia,

pertencia, e omitia,

gritando em ausência,

um abraço de carência.

Estranho, senti-me ser,

deslocado, senti-me pertencer,

um ser sem nome, afogado no amor,

em gestos profundamente delicados,

profundamente ignorados, afastados,

querendo apenas um abraço de um chegar,

um abraço de um eterno amar.

Como queria, imergir no teu ser,

e num choro de uma vida,

largar todo este sofrer;

como eu queria, deitar-me no teu acolher,

e no teu amor, adormecer,

segurar-te no meu coração,

acariciar-te em união,

aquecer-te em paixão.

Onde estás..? onde..? onde?

quem és…? diz-me, chama-me…

e eu irei… e eu te amarei…

eu te peço, por mim, por ti, por nós,

pelo nosso amor,

que  nos faz quebrar,

por tanto esperar,

a se dar.

 

flipe

 

publicado por flipe às 19:25
link do post | comentar | favorito
12 comentários:
De miúda a 15 de Outubro de 2008 às 20:21
sinto te distante hoje, muito muito longe. sentiste algo que eu bem conheço, um sentimento de plena deslocação do mundo que nos acolhe temporariamente. queres um corpo que não podes possuir na esperança de encontrar abrigo e conseguires fazer te encaixar quando tudo parece um puzle onde tentas com afinco encaixar uma peça errada. podia continuar a divagar mas sabes o ke penso, não tenho necessidade de te dizer. procuramos o msm e ñ temos mapas para nos guiar, é tudo uma questão de orientação pessoal que nunca sabemos onde nos leva...
um abraço de mim para ti, pode não ser o tal k keres mas que te sirva igualmente de consolo e pacificação...
De flipe a 15 de Outubro de 2008 às 21:43
sim, um pouco distante, desconectado, querendo ser, e n conseguindo, querendo agir, e as palavras, n se unem, n se montam, saem sem nexo, descorrdenadas, cm se n as pensasse, mas simplesmente as dissesse... descreves, bem akilo k sinto, bem demais, realmente, qd precisava eu desse ombro... n sei qt... mas decerto q s viesse, eu seria uma nascente, d emoções, de algo profundamente esperado... obrigado pelo abraço, sinto.o, e recebi o, a ele me uni, durante um instante, e durante esse instante, voei, até ti... regressei, e escrevi... obrigado, e beijinho... e um abraço tb, mt apertadinho...BG, sempre bg
De miúda a 15 de Outubro de 2008 às 22:20
tens me sempre aqui de braços abertos disponivel para te abraçar quando mais necessitares, o espaço é algo relativo, porque acho que as palavras também têm o dom de abraçar. é estranho dizer isto a alguem que não conheço mas sinto me bem a dizer to, talvez por eu mesma necessitar por vezes tanto de um e não ter e tu tantas vezes me dares alento com as tuas palavras. somos como ja dissemos e concordámos partes opostas de um mesmo espelho..
um beijinho mt ternurento de esperança no sol do dia de amanha que se irão supor ás nuvens que hoje te nublaram...
miúda
De flipe a 15 de Outubro de 2008 às 23:15
Tão reconfortante as tuas palavras, o teu carinho, o teu amor... abraçamo nos nas palavras, nos sentimentos, nos desejos comuns d amar, de caminhar pelo amor... somos o que somos, em parte espelhos, reflexos afastados dos ideias sociais... q nada elevam a nobreza, a pureza do sentir, mas apenas vencedores de chapas e ambições... tudo isto k nda kero... k nda kremos.... obrigado pelo beijinho, outro tão lindo como a lua q brilha nos céus, ainda á pouco a olhei, e como encanta, e como toca nos sem nos tocar... k o teu dia, tb seja este sol, esta luz, q tens d dentro d ti... e k sinto em cda letrinha q deixas vir a mim... obrigado e boa noite
De miúda a 17 de Outubro de 2008 às 00:16
passei por aqui numa passagem que ja se tornou rotina... procuro as tuas letrinhas, as tuas palavras que me dizem tanto. outras ponho a imaginação a funcionar e suponho que os teus poemas são escritos para mim de tanto que dizem aquilo k tantas vezes eu sinto... obrigado por tudo...
espero que o teu dia tenha sido iluminado pelo radioso sol que está dentro de ti e que as nuvens que hoje cobriram o ceu não o tenham ofuscado.. que o dia de amanha seja ainda mais luminoso k o de hj e que as nuvens do ceu não te nublem..
um bjinho de boa noite... meu reflexo.. :)
De flipe a 17 de Outubro de 2008 às 10:02
olá bom dia... meu reflexo... se tu passares por aki se tornou rotina, tb eu, ouvirte, sentir te, dizer sim, a cada bater teu, e num bater conjunto... ver me, e ao ver te, olhar o amor q espero... sonhar no ser q aguardo... no abraço q tanto clamo.. só hj bebi o teu carinho, foi mesmo agora, cehgando ao destino, e abrindo este teu coment, n abri palavras, mas abri um coração, o meu coração... do muito q diga, do imenso q t possa fazer sentir, nada consigueirei, dizer na dimensão merecida, ao agradecimento q t kero dar, ao carinho q t kero fazer chegar... amor... obrigado, e desejo igualmente k o teu dia d hj possa ser tb imerso desta luz, desta paz, deste amor.... acredito q basta q destapes, o interior do teu ser, e olhando faças a tdos olhar uma porta de um puro amar... q neste dia, o meu pekenino abraço e envolva, e te protega, e na minha insignificância, q a minha pekenina força t fortifique e te ampare... p q ilumines, e sejas o q és... puro amor... beijinho d bons dias...
De Sara* a 15 de Outubro de 2008 às 21:09
Ta lindo...*-*
bjx
De flipe a 15 de Outubro de 2008 às 21:44
obrigado Sonhadora, obrigado sempre... poucas palavras dizendo muito... demais até... mas obg.
beijinhos
De Anónimo a 16 de Outubro de 2008 às 19:01
Olá... é incrivel a tranquilidade que sinto quando entro aqui... sei que não tenho dito nada, mas acredita que tenho vindo cá quase diariamnte, mas´o turbilhão de sentimentos em que me encontrava, não deixavam que as palavras fluissem naturalmente, e por isso optava sempre por nada dizer, e por pura e simplesmente contemplar a graciosidade de cada palavra, a sinceridade dos sentimentos... deixava unicamente envolver-me... como querendo de facto pertencer a este mundo repleto de amor... e de certo modo, sinto que pertenço... cada poema teu chama-me a pertencer-lhe e não posso nem quero fugir a esse chamamento... porque ler-te, sentir-te, tentar perceber-te faz-me bem... tratas o amor como nunca vi ninguem trata-lo... e admiro-te por isso, porque é tão mas tão raro que isso aconteça... partilho contigo as mesmas perguntas... quem será esse ser tão esperado? quando aparecerá?? onde se revelará?? tenho medo que nunca encontre respostas para estas perguntas, tenho de medo de procurar em vão, e tenho medo de me perder quando nessa busca encontrar uma infinidade de caminhos... mas por outro lado, uma estrela diz-me para acreditar no amor... diz-me que esse alguem chegará, quando tiver de ser, talvex com o desabrochar de uma rosa... essa estrela és tu... que eu continuarei a seguir... e espero que um dia brilhes mais muito mais do hj, nesse dia que tanto esperas, esse dia que tanto mereces... obrigado e beijinhos*
De flipe a 17 de Outubro de 2008 às 09:55
olá bom dia... sim, é o digo já, acredita, crê no amor, crê num ser q virá... q t amará... nunca tenhas medo, nunca, aceita, olha, sente o amor, q tens dentro d ti, virás q é por esse bater q vives, virás q é por esse alimento q t alimentas, sente-o, e acredita nele, pois ele existe por um fim, o de amares, o de seres amada... Eu sinto, q de alguma forma, aqui vens, e qd nada dizes, é como s o dissesses, é como se o teu aroma fosse aqui deixado, em venho, entro, e sei q aqui estiveste... qd nada dizes... simplesmente sei k o dia é de um nda dizer... assim, como ontem, li todo o teu coment, sorri, de alguma forma, quase m perdi nas tuas palavras, no sonho de as ouvir, de uma boca apaixonada... Seremos estrelas, mas n deste mundo, do mundo da luz, do amor, da verdade, aí seremos estrelas... estrelas brilhando, amando, sendo felizes pelo q são, pelo o amor, q nos alimenta.. N sou ng p dizer quem e q mereçe, mas s pudesse já hj terias essa estrela q aguardas ao pé d ti, abraçando te... dando te tudo isto, q aguardas, tal como eu... Obrigado por sempre me visitares, obg por tanto carinho, amor, q derramas, e q deixas vir até mim... é dificil n t sentir tão fortemente, e de me deixar sonhar... obrigado por seres quem és... por seres amor... sê amor, sê o que és... e crê, sempre... no amor, em ti, na real vida--- beijinho mt grande... e obrigado, sempre obg... flipe
De Anónimo a 17 de Outubro de 2008 às 10:12
olá bom dia pra ti tambem... é tão bom começar o dia a ouvir e sentir tão carinhosas e deliciosas palavras... obrigado por isso, obrigado por estares aí... as tuas palavras são sem duvida aconchegantes e serão nelas que hoje vou pensar quando as nuvens insistirem em tapar o radioso sol... acredita que muito mais tinha para te dizer... mas de repente pufff... apenas sinto... e o que sinto não o sei transmitir por palavras... obrigado por me fazeres acreditar.... beijinhos um bom dia pra ti...
De flipe a 17 de Outubro de 2008 às 22:29
olá.. boa noite... n agredças por nada, por nada mesmo.... se pudesse te poria no meu coração, e te fazia, a minha espera, a tua espera, a mutua esperada união... mas ... assim, n parece ser, somos apenas frutos, de um igual sofrer, de um igual acolher... e somos de um unico ver, de um unico pendor... amor. Q neste dia, o sol, as estrelas, te tenham levado, até a este anoitecer, tonando te um feliz ser, e q assim seja, no hj, e em cada dia nascer... paz e amor, luz... e luz... de um alumiar, sempre confiar... beijinho de boas noites... e obrigado.

Comentar post

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 42 seguidores

.Abril 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
24
25
26
27
28
29
30

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. O Fim.. e o renascer.

. Docemente...

. simplesmente caio.

. Os dias escorrem..

. Brisa

. Inspiração

. Só.

. Acordo, e abraço-me.

. Aqui estou...

. onde estás.....? quem és....