Quinta-feira, 9 de Outubro de 2008

Traços de amor.

São traços dormentes,

eloquentes,

os que ferem sarando,

de um pústula fictícia,

que espera tratar,

a um antídoto a encontrar.

Nuvens tomadas,

nenúfares jangadas,

de corrente na mão,

de olhar na razão,

de esquecimento no coração.

Livro de fábulas,

enroladas, em tesouros ouros,

em louros, passados besouros,

abri a página da brancura,

da verdura ternura,

em sol descompostura,

em viva “loucura”,

em tudo molhada alagada,

de amada,

de uma verdade dada.

Cometa de emboscadas,

que tomas enseadas,

que levas golfadas,

sede golfinho, de entre rosmaninho,

e por nada de tostões, deixais os botões,

acolhei as emoções,

e voai nos corações.

Sede louvor,

puro e sincero amor,

abelha de mel,

de colmeia em papel,

de um picar de morrer,

de um amar,

de escrever, sem fim,

a ter.

 

flipe

 

tags: , ,
publicado por flipe às 23:22
link do post | comentar | favorito
2 comentários:
De miúda a 9 de Outubro de 2008 às 23:52
tornas-me perfeita em toda a minha imperfeição, fazes de mim ser que é notado quando tento por tudo passar despercebida. alimentas-me o coração quando o sinto quebrar por alguem que não me vê como me dizes ver. és tu e sou eu. somos todos nós, um punhado se seres ausentes de compaixão e altruismo pelos outros, demasiado cerrados em cubos de vidro banais e frios. eu professo um amor em que tento não crer, uma perfeição que não possuo, um amante que não me quer, uma dúvida vital do mundo a que me entrego. e no fim de contas deleito-me nas tuas palavras, parecendo vindas de quem tem o mundo e as pessoas a seus pés, rendidas a uma plenitude de letras que articulas em palavras com uma mestria deliciosa. obrigado por me entrares no coração injectando lhe elogios que me fazem sentir ainda mais pequenina e frágil.. mas "amada".
filipe, para ti... um beijo
De flipe a 10 de Outubro de 2008 às 20:35
Tuas palavras, afogam-me, num desejo sonhado, num olhar para ti, e dizer te, aqui ao meu lado... se te faço notar, é porque em mim me tocas, é porque em mim, tocas tocando, em vazios, de um perfeito silêncio, onde ninguém consegue chegar... Se acordei ctg sorrindo, agora faço sentindo, o meu perfume, o meu ser, que te entrego, neste descorrer, de tudo e de nada, de a ti te tocar, e de tanto querer, oco ficar.. Esse amante, esse teu sonho, diz me o horizonte, e nele navegarei, nesta noite, em que até a lua vibra, por tanto krer ser, o abraço, a abraçar, o sentir e tocar, em gestos de amor, em flores de amar. Acredita no amor, em mim, e acreditando em mim, vês o teu eu, e no teu eu, verás a unicidade, de toda essa beldade q proclamo, e anseio chegar, de uma forma transiente, imperceptivel...q de agora voo, mas logo termino, premindo publicar, e esperando o teu chegar... Pequenina frágil, como uma flor, suave e delicada, como o perfeito amor. Beijinhos do que chegou, e logo quiz tocar, e te tocou.
obrigado.
flipe

Comentar post

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 44 seguidores

.Março 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
23
24
26
27
28
29
30
31

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. simplesmente caio.

. Os dias escorrem..

. Brisa

. Inspiração

. Só.

. Acordo, e abraço-me.

. Aqui estou...

. onde estás.....? quem és....

. Apenas eu.......

. Onde estás??????????