Quinta-feira, 2 de Outubro de 2008

Sinto-te perto...

Sinto-te perto,

próximo,

como me segurasses,

e me levasses,

até ti.

Sinto o teu aroma,

não o distingo,

mas é como fosse parte de mim,

esperando,

completar-se,

em ti.

Oiço a tua doce voz,

no sossego,

no instante oscilante,

que me segreda,

num tom aconchegante,

a acalmia, do aproximar,

do nosso abraçar.

Amo-te, ainda não amando,

estou contigo, ainda,

não estando,

e embora andando,

vou entoando, rimas de louvor,

para melhor te dizer,

o quanto, é imenso este amor.

Sou tudo, o que tantos não são,

são pouco, o que muitos,

levam na mão;

no coração, levo paixão,

de uma inocência, leve carência,

de um crer, criança,

de um ser esperança.

 

flipe

 

 

publicado por flipe às 22:43
link do post | comentar | favorito
6 comentários:
De Sara* a 2 de Outubro de 2008 às 22:49
Esta lindo...*.*
bjinhos
De flipe a 4 de Outubro de 2008 às 23:14
obrigado Sonhadora... agrdeço te profundamente, dizes pouco, mas sincero, mas de dentro... bg,,, beijinhos e bom domingo
De Anónimo a 2 de Outubro de 2008 às 23:22
É incrivel a capacidade que tu tens de transportares para os teus poemas lindos, maravilhosos, unicos, e.... sei lá fantasticos mesmo, tudo aquilo que sentes verdadeiramente, esse amor tao grande, tao forte, tao sincero, tao bonito, tao admiravel, e tao mas tao raro.... talves seja por isso que os teus poemas me tocam... porque eles são o espelho vivo desse amor.... do nosso amor... do amor que tantos desprezam... tic tac... e mais um segundo passou, tic tac e um novo segunda começa, tic tac e a palavra amor não muda com o passar do tempo... ultimamente tenho andado perdida num turbilhão indefenivel de sentimentos... não sei o que sinto, nem sequer sei se sei sentir o Amor... é tudo tao complicado... e sou tão fraca, em não assumir os meus sentimentos... vir até ao teu cantinho significa ter uns momentos de pura tranquilidade, de me deixar envolver nesse teu sonho que no fundo é tbm o meu... Beijinhos boa noite... e obrigado por tudo...
De flipe a 4 de Outubro de 2008 às 23:22
olá... é dificil igular as tuas palavras, no sentimento, no quanto m tocam... o amor, realmente hoje em dia, é tratado, de uma forma, não segundo o q ele representa, o q ele é, mas algo passageiro, fisico até, algo q vem e vai, se carta e descarta.. qd amor, é a razão d vivermos, d existirmos, amor, é pureza, é carinho, é ternura ao acordar, beijinhos ao deitar, é um colo sempre, é um abraço presente... amor... é simplesmente tudo... E dizes ser fraca, por n assumir akilo k sentes... sei o q sentes, talvez receio, do retorno, d o q sentes, a outra pessoa n o sinta... mas segue o teu coração... segue o amor, haverá algo mais belo, mais importante q seguir o amor... ??... creio q servimos p amar.... e p ser amados.... p dar e p receber... e de nda agradeças, p mim, deixar um pouco daquilo q sou neste cantinho, nestas palavras, neste meu sentir, faz m realmente bem, e colho das palavras q recebe, tb este amor q espero... q aguardo por vir... qd acontecer, td farei p q ele seja a mais bela história d amor.... amarei, simplesmente, em tds os instantes q respire.... dspa, n ter comentado mais cedo, tem sido d loucos, esta semana... beijinhos e obrigado, mt obrigado... n sei quem és, mas este laço de mim p ti, apesra d nem saber o teu nome, é forte, pk ambos temos a mma definição d amor... definição esta q tem apenas uma palavra amor, significa amor... bom domingo e beijinho
De miúda a 3 de Outubro de 2008 às 18:11
poderia dizer milhões de palavras a este teu hino ao tempo indefinido alternado entre passado, presente e futuro do amor com um leve e doce travo do que é e acaba por não ser... mas hj sinto-me a voz que declama este poema, uma voz projectada ao infinito sem ter aberto o coração onde quer entrar... há dias assim.

um beijo
De flipe a 4 de Outubro de 2008 às 23:27
olá... sim, há dias assim, em q amor, n dado, brotado, n passado, afogado, faz nos ir e vir, cair e querer fugir.. faz nos ficar no silêncio, ouvindo o mais deficil dos bateres, a mais solitária sensação, solidão e carência.... Meu hino... dizes tu, eu, q apenas trancrevo, o q sinto, o q queri dizer, dar, ao alg, q demora a chegar.... bg, por vires até aqui, por fazeres d mim, teu amigo, bg, pelas palavras q tão docemente derramaste sobre mim, sobre este terminar d dia, dificil, mas sempre imerso, d amor, d esperança, na certeza d q td pode acontecer, pode mudar, pode surgir.... beijinhos e obrigado, do fundo do coração... Filipe

Comentar post

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 42 seguidores

.Abril 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
24
25
26
27
28
29
30

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. O Fim.. e o renascer.

. Docemente...

. simplesmente caio.

. Os dias escorrem..

. Brisa

. Inspiração

. Só.

. Acordo, e abraço-me.

. Aqui estou...

. onde estás.....? quem és....