Sexta-feira, 15 de Agosto de 2008

O frio trespassa-me...

O frio trespassa-me,

enlaça-me, num arrepio inconstante,

desesperante,

que aquece e arrefece,

que faz-me cair, e logo depois, sorrir.

Este tremor, de trémulas sensibilidades,

de inseguras qualidades,

em que qualquer acontecimento, momento,

ou simples sentimento,

faz-me erguer, e não saber descender,

faz-me elevar e não saber aterrar,

faz-me acreditar, que alguém na meta,

espera pelo meu chegar.

Mas eu vou, e deixo-me impelir,

ir e consumir, mas depois,

apenas uma omissão, uma dura exclusão,

de não haver, quem me possa receber,

e poder em seus braços e ombros, ceder.

Não digo em descontentamento tristeza,

mas numa esperança certeza, numa suave destreza,

de que um mágico lugar, faz-se acabar,

para um dia nos proporcionar,

um único encontrar, um eterno e sincero amar.

 

Filipe

 

 

 

publicado por flipe às 10:20
link do post | favorito
Comentar:

CorretorEmoji

Notificações de respostas serão enviadas por e-mail.

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 42 seguidores

.Abril 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
24
25
26
27
28
29
30

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. O Fim.. e o renascer.

. Docemente...

. simplesmente caio.

. Os dias escorrem..

. Brisa

. Inspiração

. Só.

. Acordo, e abraço-me.

. Aqui estou...

. onde estás.....? quem és....