Domingo, 27 de Abril de 2008

Será que estou assim…

Será que estou assim…

Estou bem, estou feliz,

mas basta um oscilar,

basta um tocar,

e logo surge o lacrimejar.

Não são lágrimas de dor,

nem de solidão,

mas de um amor tão forte,

tão vivo, tão arrebatador,

que não consigo guardá-lo,

que não consigo controlá-lo.

Ele transborda em rasgos,

de um profundo pedir,

de um pedinte de dar,

queiras tu receber, queiras tu,

deixar-me te amar.

Não preciso, repiso eu,

o que farei, onde guardarei,

este amor que nasce, que renova,

que flui num só sentido,

o teu, o teu meu amor.

Queiras tu vir, queiras tu aparecer,

queiras tu me conhecer.

Oh pesado amor, que teces insegurança.

que provocas a intemperança.

que despontas a esperança,

não destiles, não evapores.

cresce, acomoda-te,

faz-te guardar,

para ela.

a única,

a quem vais te dar.

Filipe, para ti que não conheço.... e que espero...

publicado por flipe às 17:38
link do post | comentar | favorito
2 comentários:
De karoxah a 27 de Abril de 2008 às 22:19
wow

profundo :D

gostei imenso :)

beijinhos**
De flipe a 27 de Abril de 2008 às 22:45
Obrigado...
foi simplesmente numa necessidade de sentir, de dar sentimento a algo... que surgiu...
n é nada de especial, é apenas um sincero sussurrar do meu coração...
Beijinhos, e obrigado pela visita, pelas tuas palavras...
uma semana com tudo de bom...
Filipe

Comentar post

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 44 seguidores

relojes web gratis

.Agosto 2019

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
13
14
16
17
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Entrelaço e desfaço

. Esqueço

. Desespero

. Para ti... que não conhec...

. Quebro...

. Quem sou… ?

. Escrevo...

. Talvez...

. Dói.

. Simplesmente não consigo

Hug
Photobucket