Sexta-feira, 18 de Abril de 2008

A viagem....

A viagem de retorno,

como o nosso revestir,

no inicio partir,

lento, num leve divertir, descobrir,

depois, o desambarque,

o novo, o rápido que surge,

a descoberta que urge.

Em princípios facilidades,

escuridão ansiedades,

de visões cegas,

de espelhos que enganam,

num lugar que não conhecemos;

mas numa graça tudo clareia,

o mundo mostra-se, a verdade torna-se,

e o revestir não reveste mais.

A luz eleva-nos, o belo faz-nos sorrir,

tudo está ali e num repente nada preocupa,

apenas a leve consciência do erro.

Tudo sustenta, e o rio é atravessado,

num aportar, surge segurança,

surge a certeza de um inicio fim,

dum terminar começar.

E assim levamos em terra firme,

o erro a libertar, o novo a encontrar,

o desejo de tudo deixar

numa liberdade material,

numa paixão de espirito.

E no alto, eis que esperam,

sorridentes e complementes,

os tantos que tanto nos amam,

e no sofrer que deixámos,

e no remédio que tomámos,

existe agora, saúde que alcançámos.

Resta-nos aceitar, esperar, amar...

ser e crescer,

resta-nos sorrir, e a vida sentir.

Filipe

publicado por flipe às 17:45
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 44 seguidores

relojes web gratis

.Maio 2019

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
24
25
26
27
28
29
30
31

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Talvez...

. Dói.

. Simplesmente não consigo

. Sopro o agora

. Morrer

. Poderia partir

. Não consigo

. Cerca-me um medo

. Seguro-me

. Por entre linhas

Hug
Photobucket