Sábado, 24 de Janeiro de 2009

Praia deserta...

 

Praia deserta,

assim me emaranho,

nas águas solitárias,

da tua ausência.

E não sozinho, vou estando,

aqui só, onde a cortina cessa,

em cada vez que te penso,

e não estás.

Estivesse o amanhã,

num retrato,

e nele não fizesses parte,

não haveria amanhecer,

sol sem ti,

é noite,

é um sempre escurecer.

Se agir é tudo que não sei,

ajuda te peço,

e uma promessa te confesso,

amor e vida,

no teu peito,

em teu deleito.

Estou demasiado prisioneiro,

e livre,

sou o que sou, e recente é o meu ser,

mas oscila, por tanto ceder,

mas acredita…,

se a mão me deres,

e no teu peito,

me fizeres,

serei teu,

e um cada dia meu.

Dói o que não sou,

e pareço ser,

dói o meu medo,

de te perder,

dói tudo, e mesmo assim vou estando,

caindo e me levantando,

tal houvesse sorrir,

tal fosse possível, sem contigo,

existir.

Uma amarga presença,

sucumbe-me, e faz-me não saber,

ser,

nem estar,

pois apenas uma razão existe,

te amar.

Flipe

 

 

 

publicado por flipe às 15:06
link do post | comentar | favorito
|
6 comentários:
De miúda a 24 de Janeiro de 2009 às 15:29
por muito deserta que esteja uma praia ao caminharmos no meio de tanta solidão sentimo-nos mais acompanhados que nunca, aconpanhados por nós mesmos, pelos nossos pensamentos, pelos nossos sonhos. ama-se aquele momento de solidão porque mentalmente se criam historias metais, sonhos e ilusoes do que foi e será em algum momento. beijinho***
De flipe a 25 de Janeiro de 2009 às 14:07
é verdade, tão bem k sei, o q é ouvirmo nos a nós mesmos, o q é constantemente, perguntarmos e ao mm tempo respondermos, o q é olharmos p nós, e fazermos cm k nda existisse... mas, se por um lado, esta necessidade fez nos ser assim, eu clamo, e acredita k tds assim estando, estão cansados, pk desejam dar, e receber, ouvindo e escoando... mas é como um vidro k s gera, e s vai engroçando, tornando se cada vez mais dificil d kebrar... k sejemos capazes d no momento certo mostrarmos a fraqueza desse mm vidro, p k esse ser conjuntamente connosco, quebre o vidro... e k nós consigamos o kebrar mutuamente... Qd estiver esse acto consumado, uma redoma nova será gerada, mas n mais com apenas um ser, mas cm dois seres... amando-se.....
beijinho e obrigado... sempre obg.........
De Anónimo a 24 de Janeiro de 2009 às 16:05
Olá Filipe!
Hoje o Sol brilha como há muito não o via brilhar, apesar do vento que sopra ferozmente, ele sorri para mim... e sabes, transmite-me força, esperança, e alegria... deixo-o entrar pela minha janela e deixo contagiar-me, é tão bom sentir a sua presença, sinto que não estou só...
Sinto-te triste, espero estar enganada, mas nos teus versos senti uma tristeza... essa praia deserta de que falas merecia estar preenchida... esse amor que deixas advir do teu interior devia ter um porto de abrigo único e especial... mas esse ser virá... com os primeiros raios de sol...
Muitos beijinhos e Obrigado tu!!
De flipe a 25 de Janeiro de 2009 às 13:50
olá.. Fico muito feliz, por esse sol q te envolve, e te faz sorrir, assim sei, e desejo k jamais este deixará d brilhar... E nunca estarás só, nem nunca estiveste, por vezes deixamos k este sentimento s instale, mas verdadeiramente nunca o estamos, pois existem mts q cuidam d nós, k nos guiam, nos protejem, nos auxiliam am cada dia, ajudando nos a sempre caminhar melhor, e evoluir...
Eu n estou triste, talvez muito proximo dum sol k nunca olhei, dum calor k nunca tokei, talvez seja os momentos finais em k alguma neblina m envolve, e m atordoa, p depois aprender a ser, eu k um dia n fui, breve aprendi a ser, em parte, falta o algo, este q quse toco e acolho...
Obrigado pelo teu carinho, compreensão, apoio, e agoa imensa açegria k m contagia, e faz m tb krer voar ctg... obg, e q td seja cm a tua mão pede e o teu cração chama...
beijinhos e sempre obg........
De SweetDreamer a 24 de Janeiro de 2009 às 18:41
Realmente escreves coisas lindíssimas...A rapariga em que pensas quando escreves tudo isto é uma sortuda,por ter alguém que tem sentimentos tão profundos e que faz desses sentimentos,os poemas mais lindos que já li.
Espero que um dia todos os maus sentimentos se vão com o vento,e que o mar de uma bela praia traga consigo numa onda toda a felicidade para ti,pois mereces!!

Beijinho,

Carine.
De flipe a 25 de Janeiro de 2009 às 13:58
ohhh Carine... brigado... do fundo... n posso dizer q será uma sortuda, talvez eu seja mais, mil vezes mais, por poder sonhar, com essa mma rapariga... por poder ideliazar estar com ela... por poder ter a graça d o destino m ter endereçado tamanha maravilha... E se escrevo, n sei como o faço, nunca aprendi a fazê lo desta forma, o mei dia a dia dominio é um polo oposto, mas é como se montassem, e viessem já unidas, num grito d amor, reflexo d mim, e do qt kero amar... Obrigado, muito, muito obg, tb t desejo k na tua praia, um ser maravilhoso venha, e te ame, por tudo o quão belo és...
beijinho... e um bom domingo.

Comentar post

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 42 seguidores

relojes web gratis

.Abril 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
24
25
26
27
28
29
30

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. O Fim.. e o renascer.

. Docemente...

. simplesmente caio.

. Os dias escorrem..

. Brisa

. Inspiração

. Só.

. Acordo, e abraço-me.

. Aqui estou...

. onde estás.....? quem és....

Hug
Photobucket