Sábado, 20 de Dezembro de 2008

Muito Obrigado. Um Bom Natal, um bom Ano Novo.

E assim, quase um ano passou. Este blog tem quase um ano, e o próprio ano de 2008 caminha para o fim. Hoje não escreverei poesia, apenas um agradecimento profundo e sincero, de todos quanto este ano, estiveram comigo aqui. Acreditem, uns mais, outros menos, foram ajudando-me a caminhar, a ser melhor em cada dia, a sorrir mais facilmente; fizeram-me sentir compreendido, de alguma forma, sempre havia uma palavra amiga, uma palavra tantas vezes imersa de amor verdadeiro, de carinho, de um algo que tanto espero e procuro. Muitas vezes não dei o suficiente de mim, a quantos de mim, precisaram; muitas vezes disse coisas que não devia, que provavelmente magoaram, alguém; muitas vezes, fui silencio, com receios “estúpidos”; é por todas estes muitas vezes que peço desculpa a todos, acreditem, luto para ninguém magoar, para ninguém ofender, em momentos, senti que o fiz, mas nunca deixei de ser sincero, em qualquer momento. Desculpem todos vós. Muitas vezes perguntaram-me até quando escreveria, até esse ser aparecer? Até algo em mim mudar? Continuo a não saber a resposta, a verdade, é que muitas vezes, aquilo que aqui deixo ser, gostaria de o dar, olhando, amando, abraçando, sendo esse amor, que quero ser. É difícil falar quando em tantas vezes o que dizemos parece impressionar aquele que ouve, pela incompreensão, pelo total afastamento daquilo que somos. Existe algo que sempre disse, e que todos o sabemos, é que tudo muda num instante, e se agora somos isto, algo que poderá surgir, poderá fazer nos mudar, ser melhores, dar sentidos novos, e não sentidos, ao que agora existem. Independentemente de tudo, o amor, é a razão de sermos, de existirmos, e é nele que devemos evoluir, é na sua melhor utilização, que devemos crescer, amando-nos melhor, uns aos outros, sem preconceitos, sem tabus. Somos em poucas palavras, parte infinita, de flores que rapidamente murcharão. Agradeço a todos, não farei referência a ninguém, todos sabem que são especiais, e que todos têm um cantinho especial, aqui no meu coração; ás vezes penso em tantos de vós que me falam, quem estará do outro lado, parece tudo tão próximo, tão “o que sou”, que me questiono, se essa pessoa aparecesse no “real”, como seria?... Não sei, o que sei, é que, tudo existe por uma razão, e se alguém, mesmo por pouco tempo permanece junto de nós, algo justifica essa “união”, ás vezes é curta, mas se olharmos, veremos a razão da sua passagem, do seu efeito, numa causa nós. Repito, muito obrigado a todos vós, desejo sempre o melhor para todos, para que todos se sintam amados, protegidos, respeitados, compreendidos, que possam ser o que são, que gritem liberdade no que querem ser, que sejam paz nos pensamentos, amor em todos os momentos. Prosseguiria a escrever, mas quero terminar, para que não seja nem demasiado grande, mas que tenha apenas o tamanho certo. A todos, um perdão de um coração que a todos saúda e ama, a todos um obrigado por tudo, a todos um Natal muito, muito feliz, com muito amor, muita paz, muita luz; a todos um ano em que seja de um começo, de um sonho, e lembrem-se, todos os dias, todos os momentos do futuro, tudo pode advir, e como tal acreditemos, na realidade do sonho, na certeza do amanhã, no cumprimento da esperança. Assim, um Natal, um novo ano, pode ser sempre, em cada instante que respiremos. Somos vida, e vivemos, hoje e sempre, confiemos sempre, na origem de todos nós, Deus Pai, e caminhemos sem medos, sem ansiedades, paz e luz, certeza no depois. Muito Obrigado, e amor, sempre, puro e perfeito.

Filipe

 

publicado por flipe às 11:03
link do post | comentar | favorito
|
7 comentários:
De Anónimo a 20 de Dezembro de 2008 às 21:48
Olá Filipe!! Este texto deixou em mim um profundo turbilhão de sentires, por um lado uma nostalgia inexplicável do passado, e um medo inefável do futuro , por outro um arrepio ao sentir que cada palavra tua surge naturalmente e genuinanmente.. quando comecei a ler este post tive medo que se trata-se de uma despedida... eu sei que essa despedida um dia vai chegar, eu sei que todo este amor que aqui deixas é para esse ser que tanto esperas...desculpa se tive medo, desculpa se fui egoísta...ás vezes tento imaginar como seria se tive a sorte de o meu caminho se cruzar com teu... sabes, desde que encontrei o teu cantinho nunca deixei de o visitar... porque é aqui que muitas vezes venho buscar forças para continuar a sonhar, mesmo quando no meu mundo tudo parece desabar, quando aqui chego deixo envolver-me nesta tranquilidade e paz, e tudo parece ter solução, o meu mundo começa a reconstruir-se e ganhar um novo significado... foi aqui que vim quando as minhas lágrimas quiseram brotar desmesuradamente e a o dor se instalou no meu coração, foi aqui que senti que as minhas lágrimas foram acolhidas uma por uma, senti o teu aconchego, o teu apoio, o teu ombro, o teu sentir... foi aqui que vim buscar motivos para sonhar e para continuar a sorrir, e foi aqui que vim buscar a força e a esperança para continuar a acreditar e a lutar... Ensinaste-me a acreditar sempre no amor, mesmo quando ele nos magoa, " o coração baterá por quem ama, pois ele jamais desvia o bater de quem ama, de quem trás o ritmo da sua frequencia, do seu viver"... foi aqui que vim e é aqui que venho, sempre que o sol sorri, ou quando as nuvens insistem em lhe esconder esse grande sorriso...MUITO OBRIGADO por tudo isto, por estares aí, por estares aqui sempre...
Desejo-te um Feliz Natal recheado de Amor, Paz e Luz, os três vértices do triangulo que tu me ensinas-te a ver e a onstruir...e que o proximo ano seja o realizar de todos os teus sonhos...
OBRIGADO SEMPRE... e desculpa se nas minhas palavras alguma coisa disse que não devia... desculpa por ter entrado neste espaço e depositar nele as minhas mágoas, os meus medos, as minhas lágrimas... desculpa....
Muitos beijinhos e uma grande xi-coração embrulhado de muito carinho e amizade...desta "doce menina"...
De flipe a 20 de Dezembro de 2008 às 23:37
A palavra que desde logo me ocorre é deculpa se em ti fiz nascer, esta nostalgia, este medo... jamais deves ter medo, e jamais deves deixar q esta melancolia t abata, te envolva, te machuque... Caminha, confia, abre as asas e voa, num sonho de uma noite estrelada, em que tudo parece perfeito... A minha despedida? n sei qd será, mais... n sei s algum dia acontecrá, n por n saber q aquela q espero virá, mas qd isso acontecer, pode haver necissidade, gosto, de continuar a escrever, talvz nesse chegada, este blog, n faça sentido, talvez outro... o que for direi... "Doce menina", jamais tens d pdir dspa, por nda, por nda, deste-me, continuas a dar, tanto a mim, acredita... como já te disse, as tuas palavras, são o teu reflexo,´e néstas vejo tanta mravilha, um amor tão belo, uma ternura, um afecto tão marcado, uma suavidade de palavras, de sensibilidades, que irronpem por mim a dentro, e me fazem querer o impossivel... E tudo aquilo q dizes, e tanto, tanto q dizes, faz me brilhar, sorrir, krer jamais perder t, krer jamais deixar t d sentir... d tocar... È tão lindo tudo o q dizes, tantos agradecimentos, tantas palavras q deixei vir, e que tu as colheste, tão carinhosamente, as tuas lágrimas, estas q tanto desejei segurar, e q d alguma forma segurei.. mm n fisicamente, sinto m proximo d ti... mt... E o amor, nunca, nunca, deles duvides, é lindo, é puro, é tudo, o amor, mm q mts n o queiram ser... sê o, sempre, linda, linda "menina"...
E tudo o que dizes, nda dizes q m magoa, nunca o disseste, toca m demasiado, sinto demasido, cada pedaçinho teu... e em cada pedaçinho, voo, subo até onde os sonhos tocam realidade... E o Mundo... o nosso mundo, dói mtas vezes, mas neste existe mts seres d luz, d amor, como nós, k nos esperam, k d nós precisam... façamos neste mundo, pekenos mundos, onde esta paz, este amor, esta luz, brote em todos os momentos, em todos os espaços, e dpois, deixemos crescer estes pekeninnos mundos, até muitos, e iguais a estes s tocarem, e fazrem deste mundo, um reflexo deste pekeninos mundos...
Uma noite d mta paz... te desejo... mts, mts beijinhos, e MUITO; MUITO; Muito obrigado, por tudo, se os meus olhos agora aqui reflectissem, virias o qt brilham por t krerem dizer td isto, por t krerem sorrir, e agradecer t, d dar t todos estes beijinhos, e esse abraço tão sonhado... UM abraço mtoooo apertadinho... debruça o rosto no meu peito, e jamais deixes d sonhar, d acreditar, no puro amar...
Um Ntal mtooo feliz, cm tudo isto k já referimos, hj e sempre, em cada dia...
De sonhardenovo a 18 de Dezembro de 2009 às 14:01
Olá Filipe!

Hoje vim ao teu cantinho... e por entre passeios.. vim parar a este post... já comentado por mim antes...

ESt poste foi escrito à sensivelmente um ano... e eu já conhecia ese epaço... é impresionante como o tempo passa... e a cada dia..parece que fazes parte da minha vida desde sempre...

Desculpa só hoje responer-te...mas tive frequência e tenho andado a estudar...

Hoje, finalmente vou pra casa... matar saudades dos que mais amo... por vezes é díficil estar longe dos meus pais... porque perto deles, sinto que estou mais protegida... é como se fossem o meu porto de abrigo... e aqui por ezes acabo por me sentir desprotegida...

As experiências menos boas que a vida nos proporciona, são todas elasaprendizagens para o futuro... por vezes tomamos caminhos que nos levam a mundos que não nos dizem nada... e que são aquilo que menos acreditamos ser a idealização de uma mundo ideal.... por vezes perdemo-nos nesses mundos... mas o que importa é reencontrar-mo rapidamente o caminho de volta ao nosso mundo.. a este mundo de amor, de paz de luz... de sonhos...

Os meus dias correram bem... agora vou entrar e férias.... que não são bem férias... porque vou ter que estudar...mas vai correr tudo bem... vou estar com as pessoas que completam o meu mundo...

E tu? como te correram estes dias?

Beijinhos e um grande grande xi-coração apertadinho.....




De rapazmisterio a 23 de Dezembro de 2008 às 19:34
Olá meu amigo!
Sei que dei por terminado o meu blogue, mas tanta tem sido a vontade de recomeçar... Porém, o que está feito está feito, e acho que foi o melhor. Já tive o meu cantinho, já partilhei um pouco da minha vida com todos aqueles que tiveram a pachorra de me ler.
No entanto, era impossível continuar a ler e não deixar a minha opinião, ou não mais que seja uma marca da minha passagem por aqui.
Podes não acreditar, mas foste muito importante para mim. Ajudaste-me a percorrer determinados caminhos, ajudaste-me a escolh~e-los e, deliciaste-me com os teus poemas, e muito mais, com este texto.
Infelizmente, agora também eu ando à procura de novo amor. Não posso dizer que não sofri, mas tinha que ser assim. Ela está feliz com outro, e estarei feliz com a menina ue me aguarda.
Adorei o teu texto, adorei as tuas palavras. Sabes que embebedo-me de as ler, mas que posso fazer??? =D

Obrigado amigo, obrigado. Estás aqui no peito, sejas quem fores.

Abraço, Daniel.
De flipe a 24 de Dezembro de 2008 às 15:14
Não tens de agradecer por nada amigo... por nada.. E sabes que serás sempre bem vindo aqui, a tdos q aqui estão, e as tuas palavras, o teu sentimento, será sempre acolhido com a maior abertura de coração possivel... tudo o q conseguir dar, dizer, o farei, o direi... E o teu amor, a estrela q t espera, virá, aparecerá, nunca duvides disso, pode n ter sido esta k t fez um pouco sofrer, mas tudo acontece da forma e no tempo certo, portanto, qd tiver d aparecer, aparecrá... e aí, meu amigo... todo o amor será clamado, elevado, no teu coração... as peças s unirão, as cores ficarão mais belas, o amanhecer n mais será igual, a lágrima terá sempre conforto, tudo será belo, e mágico, puro amor, perfeita cor. Obrigado por sempre deixares tanta simpatia, tanto sentimento, tanto talento, em cada opinião q deixas, adoro ler o q escreves, ou o q deixas escrever com a tinta do coração, numa voz sincera.

Obrigado por tudo amigo. UM Ntal muito feliz, com mto amor, ternura, harmonia, paz, luz, tudo isto, hj, nesta noite mágica, e sempre...

AbraÇO grande
De carla a 31 de Dezembro de 2008 às 19:10
Ola Filipe! Acabo de encontrar o teu blogue ao escrever "xi-coracao" no google e estou estupefacta com a tua escrita, tao sincera e directa. Ainda nao li tudo, mas parece que nao tens medo de exprimir o que sentes e isso, para um rapaz, e raro. Simplesmente adoro o que penso ser a tua interpretacao do amor pelos desenhos Anime. E a minha tambem. Esses desenhos sao magicos. O que tambem acho engracado e teres o mesmo nome do meu kiko...:) quer dizer, ainda nao e o meu kiko, mas espero que seja brevemente! lol o amor e estranho e o que e hoje, nao e amanha.....adorei, adorei o teu blogue!!!! Beijinhos e boas entradas
De flipe a 31 de Dezembro de 2008 às 20:44
olá Carla. N sei q dizer, acreditas... alguém, k do nda aparece, e me diz tanto, mais... aparece hj, o ultimo dia do ano... k bom, obrigado por me teres descoberto, obrigado por cada palavra q escreveste, q m permitiu sorrir, ao ler te, foi como q o tempo parásse, e nda houvesse, apenas o q m dizias... Fico mt feliz, por teres adorado, por teres gostado, por achares q eu escrevo o k sinto... realmente é a pura verdade, n sei escrever sem sentir, e o q escrevo, é um tudo o k sou, e o k n sou..são em tudo sentimentos, momentos, quereres, sonhos, certezas, em poucas palavras um canto á q espero amar. Medo de me exprimir, nunca nas palavras, talvez em algum dos meus tantos gestos... em algo k seja... mas de capas. de teatrilidades, de enfeites, n, um dia fui e fiz o q n kria, mas um dia gritei liberdade, foi aí q parti as correntes, k m seguravam, k n m deixavam ser o k sou, o k kria ser, hj, caminho, afastado d mts, imcompreendido por mts, mas estou onde kero estar, hj, pk amanhã kererei estar onde possa amar.. apnas isto amar e ser amado.. Carla, obrigado por td... e desejo t um ano de 2009 cm td d bom, mt amor, mta paz, mta luz, sonhos alcançados, desejos realizados..
Beijinhos

Comentar post

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 42 seguidores

relojes web gratis

.Abril 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
24
25
26
27
28
29
30

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. O Fim.. e o renascer.

. Docemente...

. simplesmente caio.

. Os dias escorrem..

. Brisa

. Inspiração

. Só.

. Acordo, e abraço-me.

. Aqui estou...

. onde estás.....? quem és....

Hug
Photobucket