Domingo, 7 de Dezembro de 2008

Oh mar bravio…

Oh mar bravio,

quisesses tu olhar para mim,

e mostrar-me a sereia,

que em ti habita,

e que esperando, espera por mim,

e que olhando, não me olha,

e que amando-me, não me ama…

Oh mar.. marés de amar,

cede ao seu sofrimento,

e leva-me, no seu apaziguamento,

não deixes que mais gotas se derramem,

no teu aportar, mas leva-me, acolhe-me,

e faz-me com ela estar.

Quantos dias, quantas horas, irá ela desesperar,

pelo meu chegar, quantas marés,

a farás ver, sem que o meu abraço,

a abrigue, a proteja, a aqueça…

Quantas…???

Se nela, o Inverno perdura, em mim,

o sol, queima-me, de tanto querer iluminar,

e tanto precisar, de brotar;

que o meu Verão, seja Primavera,

e que o seu Inverno, colha as flores,

do nosso amor, do nosso calor.

Que o teu canto, se envolva num manto,

e nas extremidades, nos coloques,

e nos faças deslizar, e encontrar…

Por favor….!!!, a ti te clamo, meu mar,

de um sempre estar, pela última vez,

 colhe as suas lágrimas, e concede-mas,

as cravarei no meu sangue, e cada uma delas,

será motivo, deste pulsar, será motivo deste amar.

Flipe

 

 

publicado por flipe às 14:32
link do post | comentar | favorito
|
7 comentários:
De rapazmisterio a 7 de Dezembro de 2008 às 19:05
mar revolto, revolto duma ingratidao dum egoismo que a guardas so pra ti, so pra teu contentamento, tristeza nossa..como consegues ser tao egoista,tao maldoso..tuas ondas emergem um ser tao desejado tao apreciado tao aclamado, tao doceficado..como te atreves a fazernos frente nesta saudaçao eterna, nexte momento que pra sempre perdurara no nosso peito enquanto nao mudares de atitude, enquanto tuas aguas nao se acalmarem nessa manifestçao pura de altruismo pura de amor de carinho de afecto de afecçao de atracçao de desejo...tu que nos fazes desesperar em todo contentamente..riste de que?de sofrimento alheio e desmusurado???que pretendeis com tal?que pretendeis com tal amrgura que invade esse coraçao de oceano oceano fundo mas tao fundo que escondes nas tuas entranhas, uma forma de puro egoismo, amado ser que urge em encontrar sua metade, sua metade tao desejada tao esperada tao amada..nao olheis pra seu umbigo nao olheis ...lutai e vencei esse egoismo esse ocultismo esse mau amor de viver..libertai libertai este amor..reeecontrai reencontrai este amor..hoje amnha sempre
De flipe a 8 de Dezembro de 2008 às 13:55
Sim…… k o mar se acalme, que as ondas estabilizem, que o Verão se ponha, que um uno sibilar, sibile, e que os seres a unir, se unem, se encontrem, se amem… Que o tapete voe, e que traga, nas suas extremidades, os cálices da união, da não solidão, da eterna paixão. Que a revolta não exista jamais, que o medo termine, que a paz reine, que a luz brote, que o amor se transforme, e que tudo se encadeie, em cruzamentos de amor, onde tudo se cruza, e tudo se ama. O mar, é somente, um mostrar de destinos, mas é neste que este avança, e que em cada maré, coordena, um bater encadeado... que o mar, chame ao seu baptismo, coraçoes solitários, e que os una, e que os faça, bater num conjunto caminhar... Que jamais o egoismo, o orgulho, a mentira, oscile o amor, mas que este, se sobreponha, e faça-se em tudo sentir, em tudo estar...Falas bem meu amigo, E mil vezes sim, k a liberdade, se faça, que o sol, se eleve, que o voo, se tome, e com um sempre amor, se ame, se seja, se viva, se exista... AbraÇO
De Triskel a 7 de Dezembro de 2008 às 20:07
Lindo este poema com sabor a(mar).....

bj

Breizh
De Anónimo a 7 de Dezembro de 2008 às 21:45
Acolho as tuas palavras no meu coração, e agarro-me a elas porque são força, porque são esperança, porque são sorrisos, são sinceridade, são aconhchego, são protecção, são tudo o que preciso neste momento... esqueço as lágrimas e sorrio aqui... deixo o meu tristonho mundo, e entro neste que é teu...onde a paz, o amor e a luz se conjugam numa perfeita harmonia... deixo envolver-me neste turbilhão de sentimentos inefáveis e maravilhosos, que tu deixas vir até mim,até aqueles que aqui vêm... aqui sonho, com um mar calmo que bate levemente nas rochas, e que num de repente faz surgir esse ser, esse alguém~já tão especial, já tao amado... obrigado, sim e sempre... por acolheres estas lágrimas que não consigo segurar, por seres força e por me fazeres acreditar, sonhar e amar... muitos beijinhos... um grande abraço bem apertadinho... um muito obrigado por tudo...
De flipe a 8 de Dezembro de 2008 às 14:13
E como sempre, a tua melodia me enfeitiça... fzendo m sorrrir, numa simpliciddae, numa delicadeza, estonteante.. O que escreves, é um infíma parte do k dizes em cada letrinha, o que sentes... contamina m, e faz me enrroscar, nestas tuas palavras, krendo n mais largá las... tal fosse essa lareira q um dia partilhaste cmg. Se eu sou td isso k m fazes ser, e k m faz olhar cá do "fundinho", p esse ser tão perfeito, q preconizas, oh... minha "doce menina", se eu sou td isto, tu então... mais serás... um sol, tão, tão maravilhoso, q apenas, por agora ilumina, por entre algumas nuvens, mas k mm assim, é verdadeiramente admirável, e tão aconchegante, tão puro... O mar, essas gotas salgadas, k em vez se misturam cm as nossas, são em falta, um cobertor, de uma acalmia susurrante, de uma experança viva... Essa esperança, k é uma certeza, basta q nós nos deixemos ouvir, a origem, e o infinito, da nossa existência... Que bom, q maravilhoso, aqui sonhares cmg, assim, eu sonho ctg, assim o teu susurrar, é p mim um puro "deleito", um puro aconchego... Obrigado, mil vezes obrigado, e de nda tens d agradecr... de nda... mts beijinhos tb e um chi mt, mt apertadinho, imerso d td o qt desejares...
De Anónimo a 12 de Dezembro de 2008 às 18:43
Olá " meu doce menino"... venho abraçar-te.. hoje não consegui passar por aqui e não deixar-te este abraço apertadinho... Muitos beijinhos...
De flipe a 14 de Dezembro de 2008 às 10:14
Olá "minha doce menina", que bom, tão bom..o teu abraço neste acordar, que acolho tão fortemente... tão apertadinho, tão verdadeiro... muito, muito, obrigado... Q tenhas um domingo, tão maravilhoso como tu, e um igual abraço, mt, mt, mt aconchegadinho... daqueles q s sonha, q s aguarda, q s corre, e num momento eterno, se une, dois seres, predestinados a serem... muitos beijinhos e obg, sempre, sempre, obg

Comentar post

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 42 seguidores

relojes web gratis

.Abril 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
24
25
26
27
28
29
30

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. O Fim.. e o renascer.

. Docemente...

. simplesmente caio.

. Os dias escorrem..

. Brisa

. Inspiração

. Só.

. Acordo, e abraço-me.

. Aqui estou...

. onde estás.....? quem és....

Hug
Photobucket