Sábado, 1 de Novembro de 2008

Caminhando...

Caminhando,

parei,

e ali fiquei,

olhando…

lixo, apenas lixo,

e no meio deste,

um ursinho…

tão pequenino…

tão fofinho…

outrora branquinho,

agora,

apenas um pouco sujinho.

Tão sozinho,

tão abandonado,

aquele ursinho,

quis abraçá-lo,

como eu,

estava ali,

apenas,

pedindo que o levassem,

que o amassem.

Sentia-o triste,

um dia fora acolhido,

com ele,

adormecido,

agora,

perdido…

Tão delicado, tão dado,

aquele ursinho,

porque não o encontram,

e o deixam, poder ser,

novamente…

e viver…

Chora ursinho, chora no meu ombro,

vem comigo,

dorme,

e faz soninho,

eu chorarei contigo,

as noites que chorares,

as noites, que de mim precisares…

Flipe

 

publicado por flipe às 22:26
link do post | comentar | favorito
|
16 comentários:
De miúda a 2 de Novembro de 2008 às 00:50
obrigada por este poema. somente obrigada.
um beijo enorme de alguem k tantas vezes ja foi e continua a ser esse ursinho... ***
De A a 2 de Novembro de 2008 às 16:41
É tão abraçar um boneco ternurento...
De flipe a 2 de Novembro de 2008 às 18:02
è verdade, é tão bom... se o fizesse agora, axo k n m conseguiria suster... e o aconchego daria lugar... a pekeninas gotas de orvalho, q s foram acumulando...
Abraçar e fechar os olhos, sentir um arrepio, um desafogar de sensações, d emoções... k tenhas sempre o teu ursinho, ou entºao k ele depressa apareça ou volte... beijinhos e obrigado, por tão carinhosas palavras...
De Anónimo a 2 de Novembro de 2008 às 17:28
Não sei que te dizer... sinto que não estás bem, não sei... ou secalhar sou eu que ao ler-te sinto aquilo que eu vivo... não estou bem hoje... apesar do bonito sorriso de orelha a orelha que o sol tem no seu rosto, o nevoeiro envolve-me e não consigo ver nada... não consigo sentir nada com exactidão... quero apenas deixar-te um abraço apertinho e de conforto... e mil beijinhos
De flipe a 2 de Novembro de 2008 às 17:58
n precisas d dizer nda... recebe o meu abraço... sê este ursinho, ou mlhor, faz de mim este ursinho, e leva m... Eu? tenho k estar bem, qd escrevi, quiz defenir, o q sou, q qt kero ser... simplesmente amar, abraçar... hj? vi mta gente, namorados... olhares q quase me trespassavam... mas eu, n senti o grito k espero... o olhar q m faça parar o tempo... e sinta da outra parte igual... Kria te chamar pelo nome, mas "o teu nome", n t sintas assim, pensa no amanhã, pensa no depois, pensa no carinho k virá, no amor k ctg será... pensa no calor q aconhecha, q esquenta, q conforta, neste dia frio... Nda sintas, mas sê apenas, e faz da tua chave liberdade, e grita, e depois sente, sente a paz dentro d ti, a certeza, d k virá... sente o amor, e dixa o acalmar o mar dentro d ti... ouve as gaivotas, o briza quente d verão... o barulho das ondas... e deixa t ficar sentada, nesta praia, nesta noite de luar, ao teu lado estarei... e p ti correrei... o meu abraço, te envolverei... ficaremos assim, nesta praia d paz, d amor... apenas estando, apenas ouvindo e sentindo... apenas sendo o k somos... lembrta t desta praia, deste um dia... Obrigado pelos teus beijinhos, tanto amor k sinto... nem sabes qt... mil beijinhos tb p ti, e um abraço, mt, mt apertadinho... e sim, d mto aconchego, d mt conforto, d mta protecção...
De Anónimo a 3 de Novembro de 2008 às 18:27
Obrigado... pelas tuas palavras cheias de esperança e de amor... quem me dera poder abraçar este ursinho já e agra, quem me dera ser este ursinho abraçado por ti... mas o vento que nos comanda sopra em direcções diferentes... olho para o amanha com medo, com receio de cada passo que dou... acolho as tuas palavras e ao senti-las sorrio, sei que tens razao, quero permanecer nesta praia de paz tranquilidade e amor, quero que permaneças ao meu lado e me segures as lágrimas, me ofereças o teu ombro, me faças sorrrir... não sabes o meu nome, mas pareces dizêlo em cada palavra tão carinhosamente.... podia dizer-te tanta coisa hoje, podia escrever tantas frases bonitas,mas... o meu coração tristonho não me deixa fazê-lo... um frio cortante envolve a minha alma, que vai congelando progressivamente a passos lentos.... sinto??? ...já não sei se sinto,... talvez já não sinta nada... desculpa... desculpa mesmo...
De flipe a 3 de Novembro de 2008 às 21:55
n tens d agrdecer por nda... e claro k sentes, claro k és... eu sei, como poderia eu sentir akilo k sinto qd t leio, s n sentisses nada, se n fosses este amor, q eu toco, e me inspiro... N deixes q esse frio s instale, qd ele vier, aquece o de tal forma, q ele s dissipe, e fikes bem... qd assim estiveres vem ter cmg, a esta praia, e permite m abraçar te, acolher te... permite m mostrar a paz q em ti á, o amor k em ti brota, a felicidade q em ti existe... acredito em td isto pois é verdade... Qd nesta praia, acolherei as tuas lágrimas, serão o rflexo, o espelho, a marca q deixas, e q te ajudará a libertar... E se dizes "quem me dera poder abraçar este ursinho já e agra", eu reutilizo as tuas palavras, e destas faços minhas... um abraço nesta noite, talhado de um doce aconchego, sinal do calor amor, da compreenção afeição... E sim, saber o teu nome, ou n saber, seria igual, pois utilizo o, sem o saber, chamo o, sem o conhecer... poderemos ser elementos, e mundos diferentes, de caminhos diferentes, mas seremos corações, num igual bater, desejos de um igual amar, krer de um igual poder ser... oh, doce "menina", q m embalas nas tuas palavras, a ti t agradeço, por tudo... a ti m faço chegar e sonhar... obrigado, e mts beijinhos... e n peças dspa, por nda.... abraço num sonho d um estar, ali estarei, esperando t chegar...
De Anónimo a 3 de Novembro de 2008 às 22:37
Sozinha não conseguiria abrandar o frio que se quer instalar... mas as tuas palavras vieram ajudar-me... não sei que te diga apenas... obrigado... obrigado por estares aí... por me sentires... por deixares que nesta praia deixe brotar as minhas lágrimas que lentamente correm pela minha face... não sei porque estou assim... ja nao sei nada... neste momento a única coisa que eu sei, é que existe um ser simplesmente lindo cheio de um amor incondicional, que me escuta e que me sente... neste momento apenas sei que tu existes, e que este mundo existe... obrigado por tudo mesmo... não imaginas o quanto aas tuas palavras são importantes para mim... obrigado, mto obrigado msm e um beijinho grande recheado de muita ternura...
De Anónimo a 4 de Novembro de 2008 às 00:28
Voltei cá porque senti um frio que congelava as minhas lágrimas apoderar-se de mim... voltei cá pra poder sentir este amor que tanto preciso de ter ao pé de mim... provavelmente já dormes... e muito provavelmente já sonhas... sonhas com esse alguem que virá retribuir o amor que tu lhe darás... esse ser, que será sem dúvida a mulher mais feliz do mundo... vim aqui aquecer o meu coração antes de me entregar á fantasia e antes de sorrir inocentemente e genuinamente,,, deixo-te um beijo grande e um bom dia...
De flipe a 4 de Novembro de 2008 às 18:55
Ainda n parti, no regresso a casa, mas as tuas palavras, ecoaram ao longo do dia... o tempo escasseou, e outras coisas proposeram se a fazer... agora voltei aki, e incapaz d n t dizer nda, já... escrevo, e escrevi...Como t kria tnto abraçar, aparar essas lágrimas, acolher esse frio, aconhecgar te no pouco muito k sou... k kero dar... k em mim brota, tantas vezes desmensuradamente sem q eu consiga sustentar tamanho amor a brotar... E se eu sou este ser lindo, q direi de ti... q eu tremo por ler as tuas palavras, por sentir t, por sentir t tão perto d mim, tão aconchegado no meu coração... Só hj li os teus comentários, e acredita, qd pela manhã os li, td parou, estava perto d ti... d uma forma... verdadeiramente profunda... Sinto tão grande sentimento, carência, solidão, nestas tuas palavras... neste teu grito d amor, de krer amar, d krer este abraço k tanto clamo... de ser este ursinho, q m faço, k sou, e k tb o és...Aquela q virá, a mulher mais feliz do mundo, q palavras tão damasiademente grandes, p mim, eu, pekenino, cm frio, este ursinho, eu... brigado, brigado, mil xs brigado... mil carinhos... tb tenho a certeza d q o ser q ctg estiver, será tão ou mais feliz qt esta pessoa q cmg estrá... n tenho duvidas... o teu amor, é e será infinito, tu, és uma gota, pura e sensivel, esperando definir se numa face d um ser... esperando... colmatar, o vazio q clama, pelo aconchego do amor, do dar e do receber, do amar, e do ser amada... N sei q dizer mais, parei simplesmente a olhar akilo k m escreveste... tão sincero, tão de dentro... tão akilo k tanto espero ouvir e sentir... beijinhos mt, mt grandes, e Mt obrigado... um aconhcego d um sentir q t sente, de uma dor q t compreendo, d um peito q em td ker segurar as tuas lágrmas...
De Anónimo a 4 de Novembro de 2008 às 23:54
... dizes-me aquilo que eu desejo ouvir... e eu n sei o k te dizer... eu é que te agradeço por tudo... por tudo mesmo.. deixo-te apenas um beijinho grande e um xi-coração apertadinho para te acompanhar ao longo do teu dia....
De taniam_heidi a 2 de Novembro de 2008 às 20:29
Boa noite, Filipe.
O urso são fofinho e carinho ( peluche).... gostei mt...
Fazer 1 migo é 1 dom!
Ter 1 migo é uma graça conservar 1 migo é uma virtude!
Mas ter 1 migo como eu, fala sério...
é uma honra!!!!!
Rs...
Jinhos carinhos, fofinhos e doces.
De flipe a 2 de Novembro de 2008 às 21:26
Boa noite Tânia... q palavras tão lindas... k posso eu dizer... mais do k tu disseste... ter verdadeiramente um amigo, é uma graça, uma virtude, e realmente ter te como amiga, como alguém q sempre lê e percebe, e sente, aquilo q escrevo, é mesmo um previlégio, uma honra, como dizes... Brigado, brigado Tânia.. Realmente, ía m deitar, e passei por aki, e sorri, como foi bom ouvir o k m disseste, obrigada tânia... e mts beijinhos tb p ti... assim, como os teus, q tão maravilhasamente me souberam, doces, fofinhos, carinhosos, ternurentos...
De Princesa a 3 de Novembro de 2008 às 23:38
É de facto magnífico termos alguém que nos aconchegue, que nos dê a mão quando precisamos, com quem possamos dividir tudo aquilo que sentimos... Sem um amigo estaríamos perdidos por completo neste mundo tão difícil de compreender... Com estas curtas palavras, deixo-te também um abraço...
De flipe a 4 de Novembro de 2008 às 18:58
Obrigado Princesa, realmente, tanto q precisamos, d um amigo... d compreensão... d apoio.. d carinho... d ternura... d amor.. .. n vou dizer q n tenho isto, dos meus pais... da alguma da minha familia... mas falta alg, falta akela pessoa... falta até amigos... dakeles k um dia pensei ter... agora sou somente um caominhante, feito ursinho, esperando, o aconhechego, um novo nascer, um novo brotar... uma nova viagem, uma nova mudança... um nova reinicio.... Obrigado... e mts beijinhos p ti... e um abraço sincero...
De taniam_heidi a 4 de Novembro de 2008 às 20:28
Boa noite, filipe.
Tenho aki para t fazer um desafio, para tal peço k revejas o eu último poste "desafio" e tente entrar pela brincadeira... Este desafio foi m lançado pela mnh miga Patrícia cujo tinha sido desafiado anteriormente pelo seu migo almariano... Obgd.

Comentar post

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 42 seguidores

relojes web gratis

.Abril 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
24
25
26
27
28
29
30

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. O Fim.. e o renascer.

. Docemente...

. simplesmente caio.

. Os dias escorrem..

. Brisa

. Inspiração

. Só.

. Acordo, e abraço-me.

. Aqui estou...

. onde estás.....? quem és....

Hug
Photobucket