Domingo, 12 de Outubro de 2008

Não me deixes assim...

Não me deixes assim,

“sozinho”,

vendo a chuva deslizando,

o sol pousando,

as ondas entoando,

nesta canção,

de solidão…

neste vale de magia,

onde tudo é encantado,

e amado..

Fecho os olhos,

e vejo-te já no meu ombro,

aconchegadinhos,

bem juntinhos,

onde apenas te olho,

e me uno a ti,

num amor tão perfeito,

que basta-nos assim,

permanecer,

para um ao outro, pertencer.

Faces coladas,

num carinho tão fofinho,

mão dadas,

num afecto tão meiguinho,

lábios tocando-se.

num querido beijinho.

Embora não sabendo quem és,

já te amo,

embora não sabendo onde estás,

já aí pertenço,

embora nada sabendo,

já sei o suficiente…

um verbo apenas,

amar,

um estado único,

contigo estar.

 

flipe

 

publicado por flipe às 19:35
link do post | comentar | favorito
|
8 comentários:
De miúda a 12 de Outubro de 2008 às 21:17
que ser tão imperfeito és tu para que te sintas tão sozinho? pões um amor profundo em cada poema mas apenas deixas camuflada uma solidão de alguém k ama o mundo e tem uma fasquia demasiado alta para que te consigam alcançar. amas kem não conheces demonstrando a necessidade que tens de amar mas que parece sempre insuficiente para dar ás pessoas que te envolvem. pk estás tu sem ngm ao lado? consegues dizer o k uma mulher deseja ouvir, és romantico e pareces demasiado dedicado.. k homem tão irreal és tu, k proclamas aos sete ventos as tuas palavras doces e não consegues realizar a que parece ser a mais simples de todas as tarefas para ti: encontrar "aquela especial"??
não te conheço e revejo me demais em ti, e sinto raiva por isso, por ver em ti espelhadas as minhas próprias fraquezas...
De flipe a 12 de Outubro de 2008 às 21:34
n sei pk n está ng ao meu lado... n existe razões p tal... talvez hajam demais p k esteja... mas n procuro, espero e caminho, olham m, e eu... caminho, pois n sinto q seja... a especial, e esperada... e qd for, será. Sinto me sozinho, é verdade, mas acompnahdo, confiando, q há d advir... o q tiver d advir... solidão... sim, mtas vezes, cansado ás vezes d n poder dizer aquilo q penso, q sinto... q amo... q sou... embora sendo transparência, sou o no bem, na sinceridade, no esforço d sorrir, de amar cada um... Homem irreal? sou realmente real, apenas desfocado, do homem dito real, do homem deste traçado social, pois faço do amor, tudo isto q clamo, ... sou o nos gostos, nos horizontes, no nada querer, e apenas ser... mas é dificil olhar m ao espelho... mas olhando a ti, pareço realmente ver me, em certos traços... assim como dizes... n sintas raiva, se cm eu nda justifica, sentires o q sinto, espera, confia... e sim, sou mtas vezes fraco, e sou imerso d fraquezas, d dfeitos... luto cada dia p os debelar... e os arrancar de mim...
beijinhos e dspa s de alguma forma o q escrevo t magoa..
De miúda a 12 de Outubro de 2008 às 22:04
tu não me magoas, pelo contrario, fazes me ver k estou viva, e isso sabe bem demais. desculpa se fui rude contigo, mas senti a necessidade de te dizer o k pensava. não sou uma pessoa frontal, magouo-me a mim para ñ magoar os outros, e como tantas outras vezes fui mais uma vez impulsiva em mim e nas minhas palavras..sinto k te magoei. desculpa...adoro o que escreves e de alguma forma gostava que alguem um dia escrevesse para mim com a msma paixão que pões nos teus poemas..passei a sentir por ti um carinho especial que nem eu sei entender porque. acho que é porque tem de ser e ñ me importo que assim seja..ate gosto k assim seja. dizes que não gostas de te olhar aos espelhos mas da proxima vez que o fizeres lembra te k ele so nos devolve o que lhe damos, tudo o que tens de fazer é dar-lhe o que keres receber..
obrigada por tudo mesmo, ate pelo simples facto de estares desse lado... um beijinho...
miúda
De flipe a 12 de Outubro de 2008 às 22:52
n foste rude cmg, e n m magoaste, acredita... e tb eu n sou frontal, aprendi a medir mt bem o k digo, p n só n magoar, mas tb p k n diga nada q advenha do outro lado uma total descompreensão, muitas vezes, estranhez, cm s o q disse fosse algo doutro mundo... E de nda tens d pdir, dspa, passaste a ocupar um lugar mt espcial, aqui, e cá dentro, q igualmente, n consigo entender mt bem.. mas gosto mt, daquilo q sempre advém d ti... e q faz d cada coment uma surpresa, uma necessidade, talvez mm alimento... se m faço entender... dizia olhar m ao espelho, no sentido, d dizer q sou isto ou aquilo, porque os defeitos quero sempre apontá los, escrvê los, as qualidades remeto as á humildade... á graça de as poder ter... E um dia escrever p ti... assim, tudo ser remetido p ti... só o amanhã o dirá... n diga n, nem sim, conseguiria agora já escrever mt coisa, sonhos, destinos, reflexos... mas nada sei... no daqui a nada, apenas q estou aqui agora escrevendo, e pensando quem estará d outro lado... é realmente incrivel... beijinho grande, e n tens d pdir dspa por nada... entendi e senti td aquilo q krias dizer... nem sabes qt...
De miúda a 12 de Outubro de 2008 às 23:18
esperei que respondesses talvez com a mesma necessidade que esperas responder me. cada novo texto vindo de ti aguça-me a curiosidade de saber como és do outro lado. quero as tuas palavras e questiono-me pelo paralelismo quase impossivel de termos uma visão do mundo tão semelhante. vejo nas tuas respostas uma resposta a mim e ao k sou. entendemo-nos mutuamente sem explicação e eu sou uma pessoa com os pes bem assentes na terra que muito poucas vezes tem coragem de saltar e correr riscos, e que olha para cada cumplicidade como algo estranho, pronto a ser estudado de todos os angulos possiveis e assim ser definido. é assim k sou, é assim o meu mecanismo vital. entendemo-nos é elementar, mais tarde o futuro virá e traçará o resto...nada mais simples..
boa noite, beijo...
De flipe a 13 de Outubro de 2008 às 17:11
verdade aquilo que dizes, encontramos respostas iguais em questões semelhantes, parecemos um reflexo, parecido demais... e se tu nada arriscas, ou qd o fazes td verificas, tb eu, sou um pouco assim, no entanto qd o coração diz sim, é sim, simplesmente sim... hj.. talvez isto pouco inteeresse, mas vinha no metro, e de repente vejo duas amigas a falar perto d mim, e n sei pk, foi cm se algo m dissesse k eras tu.. e do pouco q apanhei, falava isto mm, q n kria arriscar... isto td qd sem ter visto o teu coment... estranho, mas deverá ser mm uma sensação errada, e apenas uma coincidência... ou talvez n! ... beijinho
De miúda a 13 de Outubro de 2008 às 19:00
gostavas que tivesse sido eu uma das raparigas que viste no metro, no entanto, não fui. lisboa não é a minha cidade, pertenço a outra algo distante...
não se trata de não arriscar, apenas acredito em coisas palpaveis e custam-me admitir crer em coisas que não posso sentir. a ti sinto-te mas não te vejo, não te oiço, não te toco..não sei quem és. sou premeditada em tanta coisa que faço e tão impulsiva noutras que me perco entretanto. gosto de coincidencias e do acaso, acho que são pequenos testes impostos para ver até que ponto somos capazes de lidar com o inesperado. e tu como ligas com o inesperado? :)
um beijinho
De flipe a 13 de Outubro de 2008 às 22:52
sim... realmente o q seria s dissesses q eras uma dessas raparigas, provavelmente, e se assim fosse, teria td dito... é verdade o q dizes, sintomo nos mas ao mesmo tempo parece td irreal, mas quanto anseio por esta "irrealidade"... uma contrdição...E o inesperado, acredito q td o q acontece, acontece por uma razão, nem q seja uma pekenina coisa, e qq efeito gera sempre uma causa... o inesperado, será sempre aceite, pensado depois, reflectido depois, no instante, ajo cm sinto q devo agir, simplesmente escutando a voz da coração, da alma, do bem... depois e se este inesperado, n tiver sido tomado da melhor forma, s tiver errrado, s na altura algo me tenha condicionado... procuro dp emendar, ás vezes mm faço as mais "tristes" figuras, pedindo dspa, pedindo mil perdões s magoei... acima d td conciência tranquila, no amor, na paz, na justiça... no krer cada dia fazer td pelo melhor... é somente isto... miuda, um beijinho grande... e obrigado, realmente e mm sendo tarde, e mm tendo d dormir, procuro t, cm q s tivesse d t dizer algo...

Comentar post

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 42 seguidores

relojes web gratis

.Abril 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
24
25
26
27
28
29
30

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. O Fim.. e o renascer.

. Docemente...

. simplesmente caio.

. Os dias escorrem..

. Brisa

. Inspiração

. Só.

. Acordo, e abraço-me.

. Aqui estou...

. onde estás.....? quem és....

Hug
Photobucket