Sexta-feira, 10 de Outubro de 2008

Chama-me... e eu vou.

Chama-me…

e eu vou;

encontra-me…

e eu de ti serei,

ama-me,

e amor te darei.

Não me deixes aqui,

abraçado no nada,

pensando na tua chegada;

não me faças mais esperar,

pois sinto chegar,

ao limiar,

do meu ter que amar.

Olha para ti.

e olhando, olha em mim,

vês um reflexo,

então sou eu,

o que te espera abraçar,

o que tanto precisa de te amar,

o que olha, e pergunta,

no espelho da rua,

o porquê da solidão,

quando nada justifica,

esta condição.

Sei que estás,

que és,

uma flor num jardim,

uma rosa de cetim,

pois bem…

eu sou o vaso, que transborda,

por te regar,

por te acondicionar,

por te proteger,

e alimentar;

sou este vaso em cristal,

que em sensibilidade,

tudo ecoa num sentido abismal,

tudo vibra,

num sentido colossal.

Vês o ninho no beiral,

dois passarinhos em carinhos…

somos nós,

num dia que virá,

e…

se me lês,

faz deste dia,

o amanhã,

o agora,

e chama-me,

para contigo estar,

e sempre te amar.

 

Flipe

 

publicado por flipe às 20:20
link do post | comentar | favorito
|
8 comentários:
De Sara* a 10 de Outubro de 2008 às 22:10
Ta mt mt mt mt lindo...*.*
bjx
De flipe a 10 de Outubro de 2008 às 22:45
obrigado sonhadora, obrigado, sempre.......
beijinhos
De miúda a 10 de Outubro de 2008 às 22:30
posso então chamar te?... hoje como em tantos dias antes deste preciso mais do k nunca de um abraço, de carinho e de amor..
obrigada por mais este poema..
somente..e como sempre.. um beijinho
De flipe a 10 de Outubro de 2008 às 22:44
sim, chama-me, ecoa na noite perdida, na lua escondida, e grita amor, eu voarei até ti, para ti... eu serei esse abraço, esse terraço, esse amor, q caio por n dar, por n conseguir passar... E carinho... e afecto...e ternura... tudo, nas quantidades de gotas de oceano, q n tem fim, e q sempre brota, pelo derreter do gelo... recebe o meu abraço, o meu ser... pois algo já t dei, q tu recebeste, q tu clamaste... q tu chamaste... sinto t pertencer, a um mágico lugar, onde procuro estar... diz m onde é, e lá serei... e lá "te amarei"... beijinho, no agora, é no cada depois...
De miúda a 11 de Outubro de 2008 às 00:02
tu não me podes "amar", eu não te posso chamar, eu não te posso dizer onde é o meu mundo, eu nada posso além de navegar sozinha e ser embalada pelas tuas palavras. é um fardo pesado demais dar-me assim para carregares quando aquele que me conhece não o quer fazer. mantens criada uma ilusão de mim que não sabes que face tem, não sabes que coração cobre.. tenho um coração partido demais e sem esperança que seja colado.. por agora vagueio perdida guiada por uma bussola que não sabe indicar-me sequer o norte.
sou meramente eu...um beijinho sentido...
miúda
De flipe a 11 de Outubro de 2008 às 18:39
n acredito, nessse coração q falas partido, e sem esperança d ser colado... sinto outro coração, sinto outros ser... e tenho a certeza q ele existe, é um coração q está dorido, sim, q está envolto dum amor enorme, sim, q bate por um alg, sim, q devido a esse alg tantas vezes congela, sim, mas além de tudo isto, é um coraçao lindo, sinto o delicado, sensivel, como se clamasse por amor... Falas cm s tivesses de navegar sozinha, cm s fosses um fardo, como se n sentisses amor proprio, sei q és linda, nas tuas pétalas n sei, mas nessa seiva q corre em ti, sei k n corre maldade, apenas mágoa de o amor, n ser p ti, o q és p ele... Eu amarte, tu chamares m, são tudo sonhos, ilusões, um momento no futuro, n sei... tudo digo, nada peço, tudo dou, nada deixo d sentir... de ti, apenas sei, apenas conheço, o q és, n coisas q se conhece num conhecimento "fisico", real, e se isto é verdade por um lado, por outro, pareço conhecer t bem demais, pareço conhecer a tua dor bem demais, pareço conhecer cada traço, bem demais... SIM, és meramente tu, mas és um alguém, vivo, cm um caminho lindo a percorrer, e lembra t, num instante tudo muda, tudo altera, até mm o ritmo d teu bater, e esse alg, ou outro alg, pode surgir, assim como um briza de verão no Inverno, q t encanta e leva, até ao infinito... beijinhos e um mt sentido
De taniam_heidi a 12 de Outubro de 2008 às 15:15
Olá, Filipe.
Espero k gostas!?
Image (http://www.glitterfy.com/)
[Glitterfy.com - *Glitter Photos*] (http://www.glitterfy.com/)Image
De flipe a 12 de Outubro de 2008 às 19:44
oh Tânia... n sei q dizer, quando toquei nessa imagem, e qd li o q li... apenas sorri... obrigado, obrigado mesmo... é realmente lindo, demais, tão demais p mim, qtos haverão tão mais maravilhosos q eu... qts.... eu apenas sou eu... mas aina mt pekenino, em relação a outros q serão mt melhores... MAs obrigado... beijinhos

Comentar post

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 42 seguidores

relojes web gratis

.Abril 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
24
25
26
27
28
29
30

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. O Fim.. e o renascer.

. Docemente...

. simplesmente caio.

. Os dias escorrem..

. Brisa

. Inspiração

. Só.

. Acordo, e abraço-me.

. Aqui estou...

. onde estás.....? quem és....

Hug
Photobucket