Quinta-feira, 18 de Setembro de 2008

Assim, numa quebra de um tempo...

 

Assim, numa quebra de um tempo,

escrevo, eu, o silêncio, e um tempo marcado,

que em toques me faz apressado.

Paro, penso, contemplo do alto, o todo que se move,

o vai e vêm de tantas pessoas,

alunos, que em caloiros, dão os primeiros traços,

num novo traçado do seu viver, do seu percorrer.

Hoje, num dia de um estado tomado, isolado, apaziguado,

numa brisa que sopra quente, mas...

que não esquenta, que no entanto acalenta,

e faz-me envolver, querendo este querer.

Sinto um abraço, um regaço,

uma mão que me segura, e distante,

me toma em ternura, clamando em reflexos,

espelhos do meu quadro, traços por mim pintados,

agora não isolados.

Não tarda a noite cai, a lua sorri, e um sonho,

nasce, possibilitando a impossibilidade, de agora verdade,

de amanhã realidade. Arvores, bichinhos, animais,

fadas e seres de magia, esperam a noite de acalmia,

de franquia, para existir; e coexistir,

com quantos que aqui são, não sendo,

que aqui pertencem, não pertencendo,

que aqui apenas querem amar,

sendo forçados a navegar, num não estar,

num querer, e não poder, voar.

 

filipe

publicado por flipe às 18:21
link do post | comentar | favorito
|
4 comentários:
De Ana a 18 de Setembro de 2008 às 19:58
Está deslumbrante, está muito bom.
De flipe a 20 de Setembro de 2008 às 10:46
Obrigado, fico grato por tamanhos elogios, que engradecem, por demais, um simples escrever.
Sê sempre bem vinda... e vem, quando o meu grito, for escutado em ti... bjs, e bom fim d semana.
De refugiodosmeussegredos a 18 de Setembro de 2008 às 22:38
Já tinha saudades de ler um poema teu....desculpa hj n vou dizer mais nada passo amanha para comentar melhor.... haaa claro está lindo como sempre, e com muitos sentimentos á mistura.... um beijinho de boa noite...
De flipe a 20 de Setembro de 2008 às 10:49
Olá--- n tens d pdir dspa, lê, quando quiseres ler, e comenta quando assim, as tuas palavras desejarem, o teu sentir assim quiser sentir... e brigado, por sempre, tamanhos elogios, digo e repito, são sempre, tão grndes, tão elevados, para a minha simples escrita, que somente são palavras, tecidas, num amor, que não imerge, e que me afoga... em momentos... obg e beijinhos e... bom fim d semana,

Comentar post

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 42 seguidores

relojes web gratis

.Abril 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
24
25
26
27
28
29
30

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. O Fim.. e o renascer.

. Docemente...

. simplesmente caio.

. Os dias escorrem..

. Brisa

. Inspiração

. Só.

. Acordo, e abraço-me.

. Aqui estou...

. onde estás.....? quem és....

Hug
Photobucket