Sexta-feira, 29 de Agosto de 2008

Choro, mas não choro...

Choro, mas não choro,

queria muito, tanto, chorar,

nos teus braços,

no teu abraçar.

Sinto-me a quebrar,

a ir ao encontro de um não estar,

quero recuar, parar,

até ter a certeza, do rumo a tomar.

Dói tanto, numa ferida que não faz doer,

mas que simplesmente, não me deixa ser,

não me deixa crescer.

Não é que não esteja libertado,

não é que não seja amado,

mas de um muito barulho,

somente silêncio;

somente um sufoco, de não puder ser,

de não ser aquilo que sou,

que quero ser, que defendo ser.

São demasiadas as vezes que digo ser,

e nada faço, para isto poder,

mas, é que nada parece entender,

nada parece comprometer,

o meu querer, o meu conceder.

Nem tu vens, nem eu tomo uma estrada,

vou saltitando, em cada enseada;

no amanhecer, tudo faço crer,

 no anoitecer,

é mais um não pretender.

Desculpem-me, por irradiar,

tão sincero vibrar, mas é o que sou,

o que em mim bate, e bate por bater,

não apenas para ser,

mas para viver,

e um dia,

te ter.

 

Filipe

 

 

publicado por flipe às 16:44
link do post | comentar | favorito
|
11 comentários:
De Melody * a 29 de Agosto de 2008 às 17:49
Eu a comentar o outro e tu a postares mais x)
Este poema fez-me chorar, alias estou a chorar...

Choro, mas não choro,
queria muito, tanto, chorar,
nos teus braços,

Parece que me lês os pensamentos, os sentimentos...
Choro, por dentro, por fora é cada vez mais dificil...mas eu quero tanto chorar, quero tanto ter um abraço onde chorar.
Quero tanto passar por cima..quero tanto que a dor passe, que não volte sem avisar.
Quero tanto conseguir e mesmo assim não sei se o vou realmente conseguir.
Queria que a ferida fechasse e ficasse assim fechada sem que ninguem mais me possa magoar.

Tu escreves coisas tão profundas, tão sentidas, tão puras, mágicas, delicadas.
Tão...perfeitas.
tão simples e complicadas.
tão sinceras.
='''')
fiquei sem palavras, não sei o que dizer...parece que me adivinhaste os sentimentos mesmo antes de tos explicar.
=') Esta lindo, pefeito como sempre

Beijinhos
De flipe a 29 de Agosto de 2008 às 23:05
Digo te uma coisa... TU VAIS CONSEGUIR... eu sei, e acredito... não duvides nunca disto, e quando duvidares, pára, reflecte, e procura nesse interior lindo, a paz, a consciência de tu conseguires e poderes, e depois segue... E a ferida, que dói, mas que não se vê, essa mesmo, um dia, vai chegar um ser mágico, com o antídoto para essa ferida, vais ver que trará o elixir que tudo curará... e te fará despertar em ti, maravilhas, mil maravilhas adormecidas... até lá, vai vasculhando nesse mundo mágico que tens dentro de ti, e em cada sonho, faz dele muitos pedacinhos, para os ires sonhando pedacinho a pedacinho, vais ver que antes de terminares esses pedacinhos, o sonho se concretizará...
Acredita, que eu acredito em ti... beijinhos e sempre obrigado... e ao tamanho dos elogios que me fazes, n tenho palavras, são demasidos, e demasiados grandes para as minhas modestas palavras... Mas Obg, mt, mt, obg
De Anónimo a 29 de Agosto de 2008 às 18:13
Olá! Antes demais queria pedir desculpa por não ter comentado o teu poema de ontem, eu estive cá e li-o, mas ontem as palavras não queriam nada comigo… obrigado pela resposta ao meu ultimo comentário… as tuas palavras são tão profundas… também quero viver nesse mundo que embora possa vir a ser pequenino é constituído por pessoas com o nosso sentir… e pode sempre sempre tornar-se num mundo grande e repleto de amor… os teus poemas estão simplesmente maravilhosos, tal como todos os outros… porque são fruto de genuínos e puros sentimentos, são fruto de um ser lindo, que ama, que sonha, e que acredita em ideais como a paz a liberdade a felicidade e o amor… é tão difícil muitas vezes compreendermos o que nos rodeia… por vezes sinto-me perdida e incompreendida… caminho com muitas pessoas ao meu lado mas sinto que estou a fazer o meu percurso completamente sozinha… e como é tão difícil caminhar sem ter ao nosso lado alguém que nos faça companhia… alguém que tu esperas, que eu espero encontrar um dia…. Choro, sim muitas muitas vezes. Mas a maior parte das minhas lágrimas jorram no meu interior, até porque é lá que se encontram as maiores feridas, aquelas que não querem cicatrizar, aqueles que reabrem com tanta facilidade, choro eu e chora o meu coração sempre que um vento mau sopra uma rajada com mais força… choro e não tenho ninguem por quem chorar, apenas um ser que nem sequer deve saber que existo, choro e não tenho quem transforme as minhas lágrimas em sorrisos... talvez sejam lágrimas em vão, mas aliviam tanto... quando explodem para o exterior... espero que um dia encontres alguém que te segure as lágrimas, mas acima de tudo alguém que te faça rir, alguém que te ame, alguém que caminhe sempre sempre a teu lado… esse alguém virá… beijinhos…
De flipe a 29 de Agosto de 2008 às 23:17
olá.. oh....! não tens de pedir desculpa por nada, e digo te uma coisa, não tens de comentar, eu não fico triste, eu sei que tu, e muitas outras pessoas lêem, claro que gosto dum comentário, sobretudo comentários como os teus, lindos, lindos, absolutamente sinceros e maravilhosos; mas há dias que n apetece comentar, q n apetece escrever, outras dias precisamos mesmo de comentar, de expressar o quanto ou n, nos tocou akilo k lemos.. Mas obrigado, és muito querida... cm sempre... E realmente acredito em tudo o k disseste, e sabes uma coisa? também tenho a certeza q tu acreditarás nesses mesmos ideais, e eu, e tu, lutamos por eles, é por isso k tão bem t compreendo, e vice versa...
E o qt t sentires imcompreendida, tenta não pensar k te sentes imcompreendida, se bem k é muito, muito dificil, qtas vezes caminhamos na multidão, nos metros, e parece que n fazemos parte daquela multidão, somos um corpo estranho q sentindo diferentemente, parece q s afasta... E essas feridas profunda, entranhadas no coração, q fazem jorrar puras lágrimas, q demoram a jorrar, teho a certeza d k um dia chegará kem as faça jorrar, e as colha no seu ser... mas até lá aprecia o acordar d um dia, aprecia as coisas mais simples e singelas do dia a dia, k quase ng repara, e procura as perceber, compreender, verás q imensas coisas simples, k passam despercidas, são em suma, antênticas aprendizagens, lições de vida... e essas pekeninas coisas, disfarçadas, k reside a felicidade, mas esta n jorra d lado nehum, apenas d teu interior, procura a, e procura todo o tesouro k tens dentro d ti... único e mt, mt especial... acredita, eu sei, eu sinto... Beijinhos, e sempre obrigado
De Anónimo a 29 de Agosto de 2008 às 23:27
Tu realmente deixas-me sem palavras... claro que tambem acredito nesses ideias... são tudo o que eu desejo para mim e para todos... obrigado por tao doces palavras que me vem aconchegar e reconfortar o meu coraçãozinho... tu tambem és alguem muito especial só alguem especial consegueria transmitir tao bem os sentimentos como tu o fazes, tu es especial, porque mesmo longe consegues tocar-me, consegues segurar algumas das minhas lágrimas, consegues fazer-me sentir que não estou só...obrigado mesmo e boa noite..beijinhos
De flipe a 29 de Agosto de 2008 às 23:37
Isso mesmo, também o desejo para todos... porque é simples... amar e ser amado, tudo e todos... e não agredeças por nada, a séria, se a minhas palavras ão doces, que dizer das tuas, que me alimentam o coração, nesta noite, em que.... n sei k dizer... em k estou aki... obrigado também, e sim, tens um corãozinho, verdadeiramente lindo, puro, frágil, sensível, imerso num amor que nem tu cosegues controlar... E especial, eu? diria cm tu disseste, uma vez, sou normal, mas serei especial p ti, pk? pk t entendo, pk sei k m entendes, pk sei k lutas pela nobreza ds nossos sentiemntos, pk sei k vivas pelo e para o amor, assim eu vivo, assim kero viver... e as tuas lágrimas, serão borrifos de neve, puros e mágicos, e ver te chorar será como ver nevar, único e maravilhoso, pk cada lágrima tua n será apenas uma lágrima, mas uma pétala de uma autêntica e ditinta flor... beijinhos e boa noite
De Anónimo a 29 de Agosto de 2008 às 23:51
bem tantos elogios para a minha pequenez n mereço msm... obrigado... sabes ao olhar o ceu tento descobrir-te no meio das estrelas...porque és um ser tao especial tao brilhante e de uma humildade incrivel... mas afinal descubro que ainda há estrelas na terra... e tu és a minha estrela... obrigado beijinhos
De NMM a 29 de Agosto de 2008 às 21:43
as lágrimas presas no coração são uma espécie de Cancro que nos corroi a alma
De flipe a 29 de Agosto de 2008 às 23:20
é verdade, mas penso que ao contrário de muitos cancros malignos, este é benigno, apenas vai acumulando, aumentando, pesando, apenas esperando o cirurgião que o faça dissecar, e expelir tda a lágrima acumulada.
De NMM a 30 de Agosto de 2008 às 00:30
o problema é quando não aparece curgião que queira tirar de cá esse maldito cancro que com o tempo se torna maligno, as vezes por culpa própria nossa que nos fechamos numa concha e não deioxamos esse cancro sair, parece que temos prazer em sentilo dentro de nós e que se o deixarmos sair vamos sentir a sua falta
De flipe a 31 de Agosto de 2008 às 00:21
é verdade, se bem que pense que nunca será maligno, e será sempre possivel extrair, e viver quase como se nunca tive existido, pois o amor tuda cura... mas entendo mt bem o que diz, qd sofremos por amor, nada faz sentido, a n ser sofrer, e fecharmo nos, parece que assim ficamos mais perto dessa pessoa, parece até que n somos dignos d ser felizes, temos k manter esse sentimento vivo... mas há q reflectirmos e procurarmos libertarmo nos... obg.

Comentar post

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 42 seguidores

relojes web gratis

.Abril 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
24
25
26
27
28
29
30

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. O Fim.. e o renascer.

. Docemente...

. simplesmente caio.

. Os dias escorrem..

. Brisa

. Inspiração

. Só.

. Acordo, e abraço-me.

. Aqui estou...

. onde estás.....? quem és....

Hug
Photobucket