Sábado, 23 de Agosto de 2008

Sentado… Olhando...

Sentado… Olhando,

o mar azul.

Este…

ouvia-me, e sem nada pedir,

recebia-me,

em seus braços,

que me envolviam, e me faziam,

fechar os olhos,

e sonhar, que ali estavas,

a me abraçar.

Abri o olhar, e lá longe,

vi,

dois seres, abraçados no nada,

duas almas numa manhã enseada,

que não eram dois,

mas um apenas estar,

um perfeito amar.

Voltei a fechar, o meu olhar,

e deixei-me sacudir,

num fluir,

que tantas vezes,

faço reprimir.

De um sonho tomado,

deixei-me ir,

voar, sentir,

como se tivesse a teu lado.

E assim, elevei-me, numa conjuntura,

tão pura,

que quando desci,

e não te vi,

caí,

e como doeu…

Este amor, este pergaminho pregado,

no meu coração branqueado,

impelia-me e repudia-me,

num estado oscilado;

numa pertença de tanto precisar,

a ti,

a ti te amar.

 

Filipe

 

publicado por flipe às 12:11
link do post | comentar | favorito
|
6 comentários:
De Anónimo a 23 de Agosto de 2008 às 17:27
Olá…
É impressionante como cada palavra tua me toca, me acarinha, me deixa mais leve…tão leve como uma pena… cada palavra leva-me a esquecer o mundo que me rodeia e a voar para um lugar mais puro, mágico, tranquilo, repleto de paz amor e felicidade… Não tens de pedir desculpa por não estares aqui quando eu cá venho porque embora não estejas cá, quando estou aqui sinto que de alguma maneira não estou sozinha, sinto que no fundo alguém me escuta, alguém me percebe, alguém sente o que estou a sentir e isso eu tenho de te agradecer a ti… Tal como tu também quero ser eternamente pequenina, se ser pequenina significa sonhar eternamente, ser humilde, genuína… quando disse que queria crescer era no sentido literal da palavra crescer…Não sou especial, sou uma flor normal que busca como todas as outras a felicidade, uma flor que erra, que cai muitas vezes, que precisa de alguém que a ajude a crescer e que ama mas que quer esquecer… esquecer…Quero esquecer para poder estar bem nesse triangulo de paz, amor e luz… quero esquecer para poder sonhar e para poder abraçar os meus sonhos livremente sem medos, sem receios, sem lágrimas… quero esquecer para poder olhar o amor como ele merece ser olhado, para viver o amor como ele merece ser vivido… falas do mar… o incomensurável mar azul, verde ou branco talvez… aquele ser que eu gosto de chamar refugio, embora viva bastante longe dele… é esplêndido vislumbrar a sua beleza inefável, a sua pequenez demonstrada na sua grandiosidade… gosto de pensar que ele é o refugiodosmeussegredos, que todas as minhas lágrimas derramadas desnecessariamente muitas vezes vão desaguar no mar… e que por isso lhe pertenço… Este teu poema, fantástico, único, ímpar, como todos os outros revela a dor que sentimos quando acordamos de um sonho lindo e percebemos que infelizmente foi só isso apenas um sonho bonito… mas acordamos e está um dia fantástico lá fora á nossa espera e temos que erguer a cabeça e sorrir, porque esse sonho um dia tornar-se-á real… quero acreditar que vou ser feliz, preciso de acreditar veemente que o vou ser para poder continuar a batalhar contra sentimentos malignos, para que o amor vença sempre…
Tambem te quero ver no centro do triângulo, feliz, apaixonado, com todos os sonhos tornados realidade… muitos beijinhos e obrigado por me deixares pertencer ao teu cantinho…
De flipe a 23 de Agosto de 2008 às 19:50
Olá. é dificil ler tão belas palavras, tão tocantes sentimentos ... e estas/estes entrarem por mim a dentro, assim, de rompante, elevando-me num estado quase de transe, de um pensar que é o procurado estar. Obrigado, e se eu deixo escrever algo em cima, que tu dizes mil elogios, e que não é mais que um precisar de sentir, um precisar de ouvir, um precisar de receber e de dar; tu colmatas e fazes do meu simples sentir, um total embelezamente, um clarear de um sentimento, que igualmente entendes e sentes... O sonho é comum, o modo de olhar ao eterno amor igualmente o é, e é por isto, e por cada traço que deixas escorrer de ti, que os teus trechos não são meros comentários, mas um alimento, um alento, um sorrir.. Acredita. Dizes ser uma flor normal, é de tudo o q disseste o que discordo, n o serás certamente, quem sente, quem toca, como tu, não é normal, n se rege pelas dicotomias deste mundo, nem tão pouco por sentimentos banalizados e obliterasos, mas sim, num sonho puro e sincero, de amar e ser amada. E se erras, e se cais, quantas vezes erro, caio, sou fraco, sou o que não quero ser, faço o que nquero fazer, penso o que não quero pensar, sou muitas vezes contradição de mim mesmo, do meu ser... mas é este o nosso papel, crescer (como dizes), purificar-nos, evoluirmos, e sim... aprendermos a amar, a sentir o amor, tal qual deve ser sentido. Entendo tão bem o k dizes... há um momento em k temos de nos libertar, esquecer, fazer esse reset, essa libertação, para de uma vez por todas voarmos, e sonharmos sonhos de verdade, sorte, preveligiado, akele k t encontrar agora, e te der a mão, a te ajudar a crescer, a voar, a voar... Preveligiado aquele que poder sentir esse imenso imergir, esse amor definido numa promessa de um apenas estender, e acolher. E o mar, esse mundo á parte, que em tudo um mistério, uma magia, um estado... eu ao contrário tenho o previlegio de perto dele viver, mas ouvi-lo, senti-lo, tocá-lo, profanar as suas águas é algo que me assusta, e um dia quase me levou... Mas sonho no dia em que vou puder dizer.. meu amigo mar, olha, esta é a k eu amarei... esta foi a k m levaste até mim... obrigado... Um dia não mais este mar terá de colher as tuas lágrimas, pois um ser as tomará, como um baptizar de um unir, de um eterno amar... Os segredos, esse elixir que tão bem preparamos p um dia podê lo escoar no sentido esperado e compreendido... E todos os dias são lindos, são imersos em mil possibilidades, em q tudo pode surgir, e brotar... até mesmo o esperadp encontrar... E sim, sorrir, levantar, erguer, caminhar, sempre... somos vida, e como tal vivemos, hj e sempre... E flor és, e flor serás, o momento sonhado, em breve o terás... Felicidade está dentro de ti, em cada gesto teu, procura a, acha a, e faz deste o flurir duma flor que espera por um vir, este que acredito que esteja próximo... Q esta minha mão te segure, e te eleve, num sonho conjunto, de um podermos ser, e estar, nesse mágico e único lugar... Obrigado por tudo a ti... que nem o nome sei, mas q tão profundamente me tocas e igualemente m fazes sonhar.. beijinhos, e de nada, este cantinho é já teu, eu estou sempre aqui, começo a levar t comigo.......
De Anónimo a 24 de Agosto de 2008 às 00:15
Não tenho palavras para responder ao teu comentário… apetece-me simplesmente chorar, porque não consigo perceber como é que tanto amor que tens para dar dentro desse interior lindo continua sem ter ninguém para recebe-lo… gostava de ser esse ser especial que tanto desejas amar... mas nao o posso ser, sou uma flor ainda pequenina... mas quando crescer quero encontrar alguem que trate o amor como tu o tratas... desejo e desejo mesmo que esse ser especial se cruze na tua vida o mais rapidamente possivel, que te faça feliz, que te ame...
dscp n consigo dizer mais nd... bjinhos
De flipe a 24 de Agosto de 2008 às 13:30
ola... obrigado, por tudo o que dizes, e que voltas a dizer.. e deixa me k te diga algo, és uma flor pequenina, sim, mas escreves numa dimensão, num sentir, que transcendes qualquer ser "etiquetado" como crescido... Nós somos seres, de muitas vidas, e portanto sermos pequeninos ou grandes, pouco ou nada isso será sinal do avanço... daí ser me fácil entender o teu tamanho crescimento, embora ainda pekenina. E o amor... este amor... talvez seja eu q n procuro o suficiente, talvez seja a meu gosto por coisas simples, e solitárias.. q me levam, a poucos conhecer... ou será mm pk ainda n chegou o momento.. MAis uma vez obg, e dspa s t fiz xorar, e nenhuma lágrima fiz segurar... beijinhos e bom domingo
De Melody * a 23 de Agosto de 2008 às 20:46
Mil desculpas por não ter comentado o ultimo poema, não estive em casa =\ Desculpa.
Mas como sempre estava lindo, completamente puro e desejado, sonhador e completamente mágico =')

Este poema, este poema fez-me pensar, fez-me realmente parar e pensar, pensar nessa palavras. =')
Fechar os olhos e imaginar que essa pessoa esta connosco, fechar os olhos e ver a sua maxima perfeição mesmo sendo só aos nossos olhos.
Fechar e ver, e sentir, e amar, e querer, e abraçar e beijar.
Sonhar...fechar os olhos e puder sonhar ! Puder imaginar que tudo é perfeito, quando alguem esta do nosso lado, alguem que amamos e que queremos no mais fundo dos desejos.

Mas depois...os olhos abrem-se e os sonhos caíem por momentos, um por um, sem que os possamos agarrar, apanhar, voltar a viver, voltar a sonhar...mas talvez seja bom abrir os olhos, talvez com eles abertos encontremos de facto alguem ao nosso lado...tão perto mas tão longe...
E a única coisa que queremos é sentir.
Voltar a sentir.

Beijinhos e Boa Noite =)
De flipe a 24 de Agosto de 2008 às 13:37
ola... n tens k pdir dspa por nada, eu é k ainda tenho d agradecer por sempre leres e comentares.. e comenta só qd assim axares k deves comentar, o mesmo s aplica ao ler... tu já fazes parte deste cantinho, e como tal o teus comentários, o teu sentir, já emanam, e divagam, por este espaço. E essa pessoa, acredito k esteja connosco, acredito k ker nós ker as outros nossos alguéns, saberão, que está destinado sermos união nesta vida... pelo proximidade, plo completar, sabemos e não sabemos, mas qd tiver de acontecer, saberemos e veremos tal qual vemos o dia nascer... Sonha, mas antes d sonhar apoia bens os pés, segura te bem, e arranja uma base bem forte p aterrar, aí voa, voa, e qd desceres, desce suavemente, porque sabes sempre k existe esperança, desconhecimento num até já em q tudo, tudo mesmo pode acontecer...
Beijinhos e obrigado por tudo. Bom Domingo.

Comentar post

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 42 seguidores

relojes web gratis

.Abril 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
24
25
26
27
28
29
30

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. O Fim.. e o renascer.

. Docemente...

. simplesmente caio.

. Os dias escorrem..

. Brisa

. Inspiração

. Só.

. Acordo, e abraço-me.

. Aqui estou...

. onde estás.....? quem és....

Hug
Photobucket