Quinta-feira, 21 de Agosto de 2008

Ontem...

Ontem, subi, para dormir,

e deixei espelhar o meu reflectir,

que não era um comum reflexo,

mas um estranho sorrir.

Não compreendi, e se dormi,

não sei, pois cansado acordei.

Acordei numa reminiscência,

de com alguém ter estado,

e voado; lembro-me de melodias,

que deixei entoar, numa flauta,

que fazia segurar, e de uma flor,

que era a minha vida, o meu amor,

e que tão prontamente te dei,

e fi-lo, de mão na alma,

em promessas que te amarei.

Colocaste a flor no teu coração,

e de mãos dadas, emergimos,

numa conjunta solidão;

tudo quebrou, a dor cessou,

e elevámo-nos, numa mágica magia,

de amor sintonia,

onde o destino a alcançar,

era o mágico lugar,

a minha promessa, o nosso lar.

 

Filipe

 

publicado por flipe às 10:47
link do post | comentar | favorito
|
6 comentários:
De NMM a 21 de Agosto de 2008 às 15:57
meu caro, escreves de uma forma comovente, tens muito jeito, talvez devesses dedicar-te há escrita
De flipe a 22 de Agosto de 2008 às 14:39
Muito obrigado... agradeço os seus rasgados elogios, em verdade ainda duvido um pouco se consigo assim tão bem escrever... e dedicar me á escrita... n sei... seria "um afronte", a quem tão bem escreve, e sempre dedicou a sua vida/aprendizagem á escrita...
MAs agradeço-lhe, muito sinceramente... e é sempre muito bom ler comentários como os seus.. abraços
De Anónimo a 21 de Agosto de 2008 às 17:12
Se descobri este teu maravilhoso mundo repleto de lindíssimos poemas, não o vou abandonar, e seguirei fielmente o desenrolar dos teus sonhos, esperando e torcendo infatigavelmente que se tornem o mais rápido possível numa realidade concreta, porque, embora não te conheça, sinto profundamente que tu mereces muito ser feliz... se tu me agradeceste eu também não poderia deixar de o fazer. Obrigado pela resposta ao meu comentário, obrigado pela humildade que revelas, obrigado pela esperança que tens num mundo melhor, obrigado por escreveres tão bem, obrigado por sonhares, obrigado por me fazeres sonhar, obrigado por me fazeres acreditar que haverá algures neste mundo um Amor verdadeiro reservado para mim... obrigado! Como te disse encontrei o teu blog quando de certo modo fugia do meu mundo, queria fugir das feridas que esse sentimento grandioso designado de Amor teima em não deixar cicatrizar… tentei faze-lo procurando conhecer vidas diferentes, com historias diferentes ansiando esquecer os meus insignificantes problemas. E… descobri os teus poemas, que vieram amenizar a minha dor sem pedir licença, acalmaram a fúria que prevalecia na minha alma, e deram uma nova esperança ao meu coraçãozinho nunca amado verdadeiramente… Por isso OBRIGADO eu…
Este poema tal como todos os outros, chama-me a fazer parte dele… Também adormeço e sonho, sonho, sonho… esse amor que tanto anseias apaixonadamente, e que mereces, estará contigo nesse lugar mágico… um lar que vocês dois irão construir e que espelhará toda a vossa paixão, toda a vossa alegria, todo o vosso grandioso amor… tu dizes tudo em simples palavras… está estupendo este poema…
Eu sei que o comentário já vai longo, mas não podia deixar de tecer elogios sobre as imagens… são lindas… eu tinha visto uma destas imagens e adorei-a desde aí tentei encontrar mais na net mas não tive sorte, e entro no teu blog e… encontrei. Eu copiei-as todas para o meu pc espero que não te importes… mas transmitem algo que não sei explicar, têm sentimento e são absolutamente fantásticas…
Vou seguir de perto os teus inefáveis poemas, pois quero sonhar, sonhar, sonhar, para puder ser feliz... e quero que tu tambem sejas muito feliz...
Muitos beijinhos e OBRIGADO!
De flipe a 22 de Agosto de 2008 às 14:49
Ler o teu comentário, e querer responder, é nada responder, pois por melhor resposta que dê, não será suficiente, na beleza, no agradecimento, no elogio, de tudo o quanto disseste. Obrigado, muitíssimo obrigado, por cada letra, que tão sentidamente, tão verdadeiramente, escreveste. É verdade, talvez nunca nos tenhamos cruzado, talvez até já tivemos vários pontos em que os nossos rumos tocaram, e talvez até já tenhas sido alguém que por ti me deixei sonhar, não sei, o que sei, é que os teus obrigados, são demais, demais para quem nada demais é, para quem apenas escreve porque sente, porque acredita. Digo-te, e humildemente, te falo, eu… que sou eu perante quem escreve porque sempre escreveu e leu, poesia, eu pouco li, quase nunca escrevi, mas foi sempre um algo adquirido, como correr, em que sabes, e não corres, mas um dia precisas de correr, e então corres. Assim escrevo eu… Talvez seja “ciências” a mais que me dominam, e afogam em rigor, o sentir… e por tudo quererem demonstrar e prever, nada descrevem, quando falamos do que somos, do que sentimos… do que nos faz mover e ser….De nada tens de agradecer, de nada, e podes tirar todas as imagens que quiseres, para onde quiseres, sabes? Podem não acreditar, mas cada pedacinho deste espaço tem parte de mim, e cada pedacinho é um reflexo de um sentir para um sentir… E não duvides, nunca, que aquele que te espera, um dia chegará, e de ti fará, um sonho, um estado, uma realidade, tudo aquilo que esperas e sonhas; e todas essas tuas feridas, se dissiparão num passado que apenas é isto mesmo. E o sonhar, e o ter esperança, são partes fundamentais do nosso ser, do nosso existir, agarremos a luz que quer vir ter connosco, a paz que brota em cada instante, e esta felicidade, este algo tão desconhecido, tão envolvido de um estado quase inatingível. quando esta existe bem dentro de nós, basta que a escutemos, e a deixemos florir, em cada pequenina coisa…
Termino, agradecendo por tudo, tudo mesmo, por tantas coisas tão fantásticas que dizes, e que tão delicadamente me envolvem… Muito Obrigado, e vem sempre, quando assim achares, que queres vir, e sonhar… Beijinhos
De Melody * a 21 de Agosto de 2008 às 20:46
='')
Como é que com simples palavras consegues transmitir tanto?
eu penso que, a mais pequena palavra é aquela que tem mais sentimento.

Nós dormimos apenas para o corpo puder descansar..mas por vezes a nossa mente, o nosso interior continua cansado, fisica,emocial e psicologicamente cansado...Cansado de procurar e não encontrar.
Já me senti assim :x impotente...sem direcção, sem rumo...

Um sonho...um sonho tao belo que nos faz escapar á realidade, que nos faz voar para mais alto ainda que o arco-iris, que nos faz sentir como tal tivesse acontecido, como se realmente o sonho tivesse sido vivido...e depois, depois de acordares ainda sentes, ainda sentes bem perto de ti aquilo que sentiste, o cheiro perfumado parece estar entranhado na pele...entranhado no peito.
..Pergunto se o amor existe então porquê que ainda não o encontramos? Porquê que temos de sofrer por este ou por aquele, percebendo depois que nenhuma das lagrimas valeu a pena? Que nenhuma da dor valeu a pena? Que apenas nos manteu fechados na concha com medo de nos voltarmos a magoar, com medo de voltar a sentir.

As tuas palavras fazem-me pensar, tudo o que escreves é...a realidade de um sonho...é algo que ainda espero descobrir, algo que nenhuma palavra consegue explicar...

Amo...
Porque a mais pequena palavra tem um maior sentimento. e sem duvida é isso que sinto, que amo tudo o que escreves.

Beijinhos
De flipe a 22 de Agosto de 2008 às 15:10
Começo por responder... o amor virá quando tiver que vir, no tempo e espaço certo, deves pacientemente ser, esperar, e acreditar sempre no verdadeiro amor, puro, perfeito, assim como tantas vezes o tento definir... e se dói um poukinho, pensa k somos doentes neste mundo, seres imperfeitos, e k apenas temos d sofrer um poukinho, são o nosso remédio, p nos purificarmos... p nos libertarmos...
E se as minhas palavras fazem cantar tudo isto, todo este amor, é pk nela acredita, piamente, assim, como o teu amor, o teu coração metade, chegrá, ele existe... apenas ainda n é o momento certo... Até lá, sê sempre feliz, em tudo e nas pekeninas coisas... a olhar um nascer do sol, a ler um livro, a pensar... deixa sempre, a luz, a paz, a felicidade em ti brotar... e pacientemente aguarda ... tudo o k tem d vir... qd assim tiver d vir...
Beijinhos e obrigado, mt, mt obg, por sempre leres e comentares tão profundamente, sentidamente, verdadeiramente, akilo k tão simplesmente deixo fluir, e existir... sou apenas uma caneta, dum verdadeiro poeta... k n sou eu-...
Tudo de bom, e uma ordem t dou... kero te sempre bem, sempre.. mm nakilo k t pôe menos bem, é aí k deves tar ainda melhor----

Comentar post

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 42 seguidores

relojes web gratis

.Abril 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
24
25
26
27
28
29
30

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. O Fim.. e o renascer.

. Docemente...

. simplesmente caio.

. Os dias escorrem..

. Brisa

. Inspiração

. Só.

. Acordo, e abraço-me.

. Aqui estou...

. onde estás.....? quem és....

Hug
Photobucket