Domingo, 3 de Agosto de 2008

Azul...

Azul, sem rubor,

sem dor,

azul de cor,

de amor.

Azul dos céus,

dos mares,

dos sonhos véus.

Cor das palavras,

das letras,

que deixo ser,

que faço envolver.

O teu olhar…

o que me fará apaixonar,

encantar,

será azul?

Ou será um verde Sol,

que em azul de pureza,

se contempla sem destreza.

O desconhecido, será vencido,

quando o azul predominante,

vier avante,

e fizermos dos nossa vista,

azul sem mista,

azul de pura fantasia,

de eterna magia.

 

Filipe

 

 

 

 

publicado por flipe às 15:34
link do post | comentar | favorito
|
4 comentários:
De Melody * a 3 de Agosto de 2008 às 21:26
=''')
O Azul do Céu e Do Mar.
Como venero esses dois...uma fonte de inspiraçao, de calma e de agitaçao que ainda ninguem conseguiu explicar, quando me sinto triste é a olhar o céu que vou chorar
Esta tao Lindo o Poema
Escreves coisas mesmo...não há palavras
Perfeito !

Obrigada por me fazeres sorrir e acalmares-me com os teus poemas =)
De flipe a 3 de Agosto de 2008 às 22:43
Obrigado... e de nada tens d agradecer, de nada, eu sim, agradeço te sempre pelos tão... sinceros... tocantes.... bonitos...comentários que deixas... e o céu, o mar, mesmo a terra, é o que nos suporta... e o que permite a estes corpos viver...
Entendo o que dizes... qd triste, olhas o céu, as estrelas, e perante a imensidão, perante um horizonte desconhecido, deixas t ir... e deixas sair as tuas lágrimas, o doce salgado do teu coração...
Beijinhos e uma boa semana p ti....
obrigado... Sabes uma coisa..? gosto mt de biscoitos, e então de canela ou manteiga..UMMMM
De poemia a 3 de Agosto de 2008 às 22:36
Lindo.... Cada vez me identifico mais contigo. Afinal, onde tá esse amor puro q tanto procuramos? Pq será q temos tanto pa dar e somos arrastados para o fundo numa queda arrepiante, sem sentido, num zumbido estonteante...? Gostava d viver esse amor, mas... cada vez sinto q tenho menos forças para tal... há sempre alguém q s apodera d nós... se aproveita do q tempos, sacia a sua carência e... depois abandona-nos como s fossemos um simples digestivo... enfim... gostava de falar contigo mais... sem ser por poesia, por simples comentários q dizem muito e q n são suficientemente capazes de te dizer como é bom saber q há pessoas como tu...
De flipe a 3 de Agosto de 2008 às 22:50
Tinha acabado de responder ao outro mail... e deparei -me com o teu lindo comentário... Li e sorri....
e é verdade tudo akilo k dizes, tudo akilo k falas, este amor... esta pureza... este acto que nos define, q nos molda.... mas é como dizes, o amor, penso k hj, está um pouco .... desvalorizado, talvez seja esta a palavra... E a carência, é realmente outro sentimento, difiicl d explicar, facil de sentir, quem n o teve, n é? eu mtas vezes sou força, sou ... , mas noutras o vazio atinge me, e sou tudo isto, acrescido do amor que n vem...
Obrigado poemia... e sim, falaria ctg com mt prazer, o meu mail, está no meu perfil, diz qq... se quiseres, é claro, será um prazer....
beijinhos e obrigado

Comentar post

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 42 seguidores

relojes web gratis

.Abril 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
24
25
26
27
28
29
30

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. O Fim.. e o renascer.

. Docemente...

. simplesmente caio.

. Os dias escorrem..

. Brisa

. Inspiração

. Só.

. Acordo, e abraço-me.

. Aqui estou...

. onde estás.....? quem és....

Hug
Photobucket